MGLU3 R$ 25,99 +1,96% DÓLAR R$ 5,47 +0,00% EURO R$ 6,66 +0,03% BBDC4 R$ 25,01 -1,84% PETR4 R$ 27,09 -1,67% IBOVESPA 117.380,49 pts -0,80% ITUB4 R$ 29,27 -2,14% VALE3 R$ 93,17 -0,20% ABEV3 R$ 15,15 -2,95% GGBR4 R$ 25,36 +1,36%
MGLU3 R$ 25,99 +1,96% DÓLAR R$ 5,47 +0,00% EURO R$ 6,66 +0,03% BBDC4 R$ 25,01 -1,84% PETR4 R$ 27,09 -1,67% IBOVESPA 117.380,49 pts -0,80% ITUB4 R$ 29,27 -2,14% VALE3 R$ 93,17 -0,20% ABEV3 R$ 15,15 -2,95% GGBR4 R$ 25,36 +1,36%
Delay: 15 min
Minuto E-Investidor

 O que são recomendações relativas de ações?

O Minuto E-Investidor está no YouTube e também na Rádio Eldorado FM 107,3

Para entender a recomendação de ações feitas por analistas credenciados no mercado de capitais, é preciso prestar atenção em dois pontos.

O primeiro é a recomendação absoluta, ou seja, o profissional indicando se o investidor deve comprar, vender ou manter aquela ação.

A segunda é a recomendação relativa, que é o nosso tema de hoje.

A recomendação relativa é quando o analista profissional qualifica aquela indicação dele. 

Além da análise do papel específico, ele faz uma comparação com as concorrentes diretas ou com o benchmark, como o Ibovespa – que é o mais comum de acontecer.

Dessa maneira, o investidor pode entender como a ação vai se sair.

É para comprar porque ela vai entregar mais resultado que o principal índice da bolsa?

Ou é para vender porque, além da perspectiva ruim para a empresa, ela vai se sair pior, também, que o benchmark?

Para isso, são usados termos como overweight ou outperform; e underweight ou underperfom. 

Mas isso é assunto pra um próximo dia.

Eu sou o Márcio Kroehn, editor-chefe do portal einvestidor ponto com ponto br, e esse foi o Minuto E-Investidor de hoje.

Até o próximo!

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos