EURO R$ 6,19 -0,17% DÓLAR R$ 5,29 +0,00% ITUB4 R$ 27,82 -2,98% MGLU3 R$ 16,57 +1,22% ABEV3 R$ 15,74 -2,29% IBOVESPA 111.439,37 pts -2,07% GGBR4 R$ 24,60 -6,89% BBDC4 R$ 20,02 -3,90% PETR4 R$ 24,93 -5,36% VALE3 R$ 86,15 -2,22%
EURO R$ 6,19 -0,17% DÓLAR R$ 5,29 +0,00% ITUB4 R$ 27,82 -2,98% MGLU3 R$ 16,57 +1,22% ABEV3 R$ 15,74 -2,29% IBOVESPA 111.439,37 pts -2,07% GGBR4 R$ 24,60 -6,89% BBDC4 R$ 20,02 -3,90% PETR4 R$ 24,93 -5,36% VALE3 R$ 86,15 -2,22%
Delay: 15 min

Investimento não é cassino

Fabrizio Gueratto é especialista em investimentos, com mais de 15 anos de experiência, além de ser o apresentador e financista do Canal de YouTube 1Bilhão Educação Financeira, com mais de 300 mil inscritos e 12 milhões de visualizações em pouco mais de 1 ano de trabalho. Atualmente, com 36 anos de idade, Fabrizio é palestrante e autor do livro “De Endividado a Bilionário”.

Escreve às terças e quintas-feiras

Fabrizio Gueratto

IPO do Nubank nos EUA: Vale a pena o investidor entrar?

Não sabemos o preço inicial ainda, mas parece que o papel terá uma boa avaliação no mercado americano

nubank
O Nubank é um dos unicórnios brasileiros (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
  • É difícil o mercado brasileiro dar valor para empresas que ainda dão prejuízo, como é o caso do banco digital
  • Na última semana, foi anunciado que ela está preparando terreno para abrir IPO na bolsa dos Estados Unidos

Recentemente, convidei o meu amigo Marcello Gonçalves, sócio-fundador da Domo Invest e diversas startups como a Hotmart, Loggi e Gympass, para discutir sobre as últimas novidades da fintech brasileira Nubank. Na última semana, foi anunciado que ela está preparando terreno para abrir IPO na bolsa dos Estados Unidos.

Eu acredito que a instituição irá abrir o seu capital no exterior de forma justa. Afinal, é difícil o mercado brasileiro dar valor para empresas que ainda dão prejuízo, como é o caso do banco digital. Contudo, não são todos os investidores que enxergam este modelo de negócio como algo prejudicial.

Como o Nubank é visto no meio das startups?

De acordo com Marcello, sua opinião pessoal pelo Nubank é bastante positiva. Afinal, ele mesmo foi um dos primeiros 5 mil clientes da empresa. Na época do lançamento do cartão de crédito, um amigo adiantou a fila de espera. Ou seja, ele utiliza a conta há muitos anos. Contudo, o que realmente surpreendeu o investidor foi o fato do serviço ser prático e fácil.

Além disso, é possível ativar o modo viagem internacional e outros produtos manualmente. Antigamente, se a pessoa tivesse algum problema com o cartão, teria que ligar para resolver com um atendente – o aumento de limite, por exemplo. Porém, o foco em resolver os problemas dos usuários foi tão forte  que colocou a fintech onde está hoje. Quem tem o cartão, nunca mais sai. Este é um banco solucionador e não criador de problemas.

No Nubank, as coisas se resolvem na hora. Uma vez, o profissional recebeu um aviso de uma compra em Miami que não foi efetuada por ele e o atendimento resolveu o problema na hora. Se não fossem as exigências da bandeira do cartão de crédito, eles nem exigiriam nenhum documento assinado. Esse é um novo paradigma de banco no meio das startups.

Como o Nubank se financia sem crédito de obras?

Para o especialista em investimentos, assim como em outras empresas que ainda estão em desenvolvimento, o Nubank vai expandir seu capital comprando cada vez mais produtos financeiros. Por exemplo, a compra da Eeasynvest efetivada essa semana. No momento, eles já estão oferecendo produtos de investimento, além de crédito para pessoas físicas. O Marcello acha que o banco digital nunca irá financiar uma grande obra, como o Itaú e Bradesco. Porém, este é um banco voltado para pessoas físicas, o que deixa pouco atrativo para eles esse tipo de investimento.

O que a fintech faz é oferecer de maneira simpática produtos que podem ser positivos para os seus clientes. O que provavelmente vai acontecer ao longo do tempo é o Nubank vender produtos que dificilmente as pessoas querem, como seguros de vida, previdência privada e outros, rentabilizando através de uma gama grande de serviços que não são empurrados garganta abaixo, mas sim conquistados com um bom atendimento.

Vale a pena entrar no IPO do Nubank nos EUA?

Não sabemos o preço inicial ainda, mas parece que o papel terá uma boa avaliação no mercado americano. Porém, antes de tudo, o importante é entender o perfil de cada investidor. Afinal, cada pessoa reage à bolsa de valores de forma diferente. No caso de Marcello, o perfil se encaixa em um investidor a longo prazo, ou seja, que compra aplicações sólidas.

Para todo mundo que gosta de ações, é essencial conhecer o seu perfil. Com isso, o sócio da Domo Invest afirmou que justamente por ser um investidor de longo prazo, e conhecer muito bem o potencial da empresa, considera o IPO do Nubank um excelente investimento.

Veja o vídeo sobre o IPO do Nubank e leia o texto sobre a compra da Easynvest:

 

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos