Publicidade

Criptomoedas

Tokens da seleção brasileira valorizam 300%; Veja se vale investir

Segundo a CBF, foram vendidos 30 milhões de fan tokens do Brasil a 0,50 de euros cada

Tokens da seleção brasileira valorizam 300%; Veja se vale investir
Rumo ao hexa, Brasil teve sua estreia no Mundial no dia 24 de novembro. (Foto: Lucas Figueredo/CBF)
  • A chegada da Copa de 2022 impulsionou o Brazil National Football Team Fan Token (BFT)
  • Os detentores do BFT podem interagir com a seleção brasileira na plataforma Bitci
  • A CBF apontou também que há expectativas de uma segunda rodada de emissão de BFTs

A chegada da Copa do Mundo de 2022 impulsionou o mercado de fan tokens oficiais da seleção brasileira, chamados de Brazil National Football Team Fan Token (BFT). Segundo dados do buscador de preços de ativos digitais CoinGecko, o valor desses criptoativos, que visam oferecer vantagens por meio de ações promocionais ou de engajamento a seus proprietários, subiram aproximadamente 294%, entre agosto e novembro deste ano.

Porém, apesar do desempenho positivo, George Wachsmann, CEO da Empiricus Gestão, explicou que esse criptoativo não tem o objetivo de ser negociado como ações na Bolsa de Valores, em que o investidor compra e vende. “Eles (fan tokens) tem a intenção de serem colecionáveis, no sentido do brasileiro apoiar o time. No máximo, costumam dar algum benefício ao torcedor”, diz.

Pela proposta do fan token, os detentores do BFT podem interagir com a seleção brasileira, tendo acesso a telefonemas, entradas em vestiários, assistir partidas nas áreas VIPs e ter produtos oficiais assinados pelos jogadores, além de itens de edição limitada. O BFT foi lançado em uma parceria entre a exchange Bitci e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas a associação máxima do futebol brasileiro informou que busca atualmente outro parceiro no lugar da Bitci para, então, disponibilizar os benefícios aos fãs.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

De todo modo, João Zecchin, sócio-fundador da gestora de criptoativos Fuse Capital, declarou que algumas pessoas que compram os ativos esperam que o NFT valorize conforme a seleção brasileira avança no campeonato.

O pesquisador matemático da Universidade de Oxford Joshua Bull realizou um levantamento em que apontou quem deve ganhar a Copa do Mundo deste ano, segundo projeções matemáticas. O resultado indica uma vitória do Brasil sobre a Bélgica na final. Dessa forma, caso o pesquisador da universidade esteja certo, o BFT pode se valorizar até pelo menos o dia 18 de dezembro, quando termina o campeonato.

Publicidade

Os especialistas afirmaram, no entanto, ser impossível ter certeza se o fan token irá se valorizar nos próximos dias e meses. Segundo Bernardo Srur, diretor da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto), por ora, o período se mostra propício para tal, “mas uma expectativa futura é difícil de afirmar porque o mercado [cripto] é extremamente volátil”.

Já o sócio da Fuse Capital disse que o criptoativo pode se valorizar se houver uma estratégia marketing por trás, pois a valorização do NFT dependerá principalmente do interesse pela seleção brasileira. “Esse mercado gera valor para os times. Quanto mais interesse se tem, mais pessoas vão demandar o token. Com valor mais alto, a seleção pode captar mais recursos”.

Quando um time faz uma emissão de fan token, normalmente captura grande parte do valor da operação. Por exemplo, segundo a CBF, foram lançados 30 milhões de fan tokens do Brasil, uma grande parte dessa receita foi para o time da seleção brasileira. Ao todo, os BFTs foram vendidos a 13.658 fãs, por 0,50 de euros cada.

A CBF apontou também que há expectativas de uma segunda rodada de emissão de BFTs, mas não divulgou datas. “A forma como o futebol é consumido está mudando e entrar no mercado de tokens de torcedor é sucesso. Cravamos um marco histórico no mercado de blockchain, abrindo caminho para muito mais”, afirmou o diretor Comercial da confederação, Lorenzo Perales.

Veja abaixo o desempenho do fan token desde agosto, quando foi lançado no mercado. Vale dizer que o custo do criptoativo varia conforme a precificação do mercado, ou seja, demanda de compra e venda.

Publicidade

É recomendável investir?

O sócio da Fuse Capital declarou ser importante o investidor deixar a emoção de lado ao escolher se deve investir ou não, já que a alta é totalmente especulativa.

“Não enxergamos para o investidor um valor financeiro concreto, fundamental. Vemos como uma ferramenta do time captar mais dinheiro com sua base de torcedores [...] No final do dia, se a seleção conseguir engajar o público, será super benéfico. Porém, não vejo [os BFTs] como instrumento de investimento”, diz Zecchin.

O diretor da ABCripto também afirma que, apesar do mercado de fan tokens estar em ascensão, eles têm outra função do que propriamente a de um mecanismo de investimento, como ações na Bolsa de Valores.  Os especialistas afirmaram, então, que o investidor precisa realmente saber qual é seu objetivo final ao adquirir um BFT.

Web Stories

Ver tudo
<
>

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos