MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,55 +0,74% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48% VALE3 R$ 74,62 +3,21%
MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,55 +0,74% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48% VALE3 R$ 74,62 +3,21%
Delay: 15 min
Mercado

Abertura de Mercado: Exterior positivo com alívio de lockdown na China

Abertura de Mercado: Exterior positivo com alívio de lockdown na China
Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Os sinais de melhora nos números de casos de Covid-19 em Xangai e o alívio nas regras de lockdown, acabaram se sobrepondo aos temores com a desaceleração da economia chinesa. Com isso, as bolsas na Ásia fecharam em alta, e as bolsas na Europa e índices futuros em Nova York sobem, com Nasdaq avançando mais de 2%, enquanto investidores aguardam discursos dos presidentes do Fed e do Banco Central Europeu. Na Europa, houve revisão positiva dos últimos números de crescimento da zona do euro, o que pode levar o BCE a ser mais contido no aperto da política monetária.

Nos Estados Unidos, os juros dos Treasuries operam em alta, enquanto o dólar opera mais fraco ante maioria das moedas de países desenvolvidos e moedas de países emergentes. Os contratos futuros do petróleo se recuperaram de perdas mais cedo, ajudados pela fraqueza do dólar, embora persistam preocupações com a relutância da Hungria em aceitar uma proposta de embargo da União Europeia
ao petróleo russo.

No cenário doméstico, o bom humor no exterior deve ajudar o Ibovespa, em meio ainda ao avanço do petróleo e do minério de ferro diante da expectativa de que a China eleve os gastos com infraestrutura conforme alivia as regras de restrição por conta da pandemia. Nos juros futuros, a desaceleração do IGP-10  (+0,10% em maio ante +2,48% em abril) deve corroborar com o cenário de que o ciclo de aperto da
Selic não deve ir além de 13,5%.

Agenda econômica 17/05

Brasil: A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 2,709 bilhões em maio até o
momento. De acordo com dados divulgados há pouco pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, o valor foi alcançado com exportações de US$ 14,078 bilhões e importações de US$ 11,369 bilhões. No ano, o saldo é positivo em US$ 22,894 bilhões. Também saiu o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo.

O indicador subiu 1,04% na segunda quadrissemana de maio, desacelerando em relação ao ganho de 1,33% observado na primeira quadrissemana deste mês, de acordo com dados publicados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

EUA: A agenda traz eventos com os presidentes do Fed, Jerome Powell (15h), além de dirigentes regionais do Fed. Também saem as vendas no varejo de março (9h30), produção industrial de fevereiro (10h15), confiança das construtoras (11h) e estoques de petróleo API (17h30).

Europa: Destaque para discurso da presidente do BCE.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos