MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,55 +0,74% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60%
MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,55 +0,74% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60%
Delay: 15 min
Mercado

Fechamento de marcado: Ibovespa se aproxima dos 112 mil pontos

Fechamento de marcado: Ibovespa se aproxima dos 112 mil pontos
(Foto: Shutterstock)

O dia foi de ganhos para as principais bolsas globais, dando sequência ao movimento positivo observado
na véspera. Nesta quinta-feira, os investidores avaliaram o resultado do PIB americano, que registrou contração de 1,5% na leitura anualizada do primeiro trimestre do ano. O resultado veio pior do que o previsto, de recuo de 1,3%, e acabou reforçando a percepção de que o FED não deve adotar uma política
monetária muito mais restritiva. Neste sentido, as bolsas acabaram reagindo em alta, com o índice Nasdaq avançando quase 2,7% na sessão.

No Brasil, logo pela manhã foram informados os dados da arrecadação federal, que registrou novo recorde para o mês, com saldo de R$ 195 bilhões em abril, acima da mediana estimada de R$ 188 bilhões. Neste ambiente, e com cenário externo mais favorável, o dólar fechou em baixa de 1,25%, aos R$ 4,76, abrindo espaço para queda dos juros, que também foram beneficiados pela expectativa sobre a redução dos combustíveis após aprovação na Câmara do projeto que limita o ICMS.

Na bolsa, o Ibovespa encerrou em alta de 1,18%, aos 111.890 pontos, e giro financeiro de R$ 27 bilhões.
Nesta sexta-feira, saem dados de renda e gastos pessoais nos Estados Unidos, enquanto no Brasil a ANEEL define a bandeira tarifária de energia elétrica para junho.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos