Mercado

Ibovespa hoje: índice fecha em queda, mas ações de bancos se destacam

Índice terminou a segunda-feira (17) com recuo de 0,44%, registrando apenas 16 papéis da sua carteira no campo positivo

Ibovespa hoje: índice fecha em queda, mas ações de bancos se destacam
A B3 é a empresa que opera a Bolsa de Valores no Brasil (Foto: Adobe Stock)
  • O Ibovespa hoje até tentou se aproximar do campo positivo à tarde, mas terminou o dia no vermelho, em queda de 0,44%, aos 119.137,86 pontos
  • As três ações que mais valorizaram no dia foram Itaú (ITUB4), B3 (B3SA3) e Santander (SANB11)
  • As três ações que mais desvalorizaram no dia foram Rede D'Or (RDOR3), Braskem (BRKM5) e LWSA (LWSA3)

O Ibovespa hoje sofreu diante de novas preocupações com o futuro das contas públicas do País. Ao longo da sessão desta segunda-feira (17), o índice até tentou se aproximar do campo positivo, mas terminou o dia no vermelho, em queda de 0,44%, aos 119.137,86 pontos. Dos 86 papéis que compõem a carteira da principal referência da B3, apenas 16 subiram.

O dólar, por sua vez, encerrou o pregão com uma valorização de 0,74%, cotado a R$ 5,42. Mais uma vez, o câmbio foi afetado pela combinação entre a retomada das apostas em juros mais altos nos Estados Unidos e a aversão ao risco no mercado doméstico. Investidores também esperam atitudes mais concretas do governo no que se refere à redução das despesas públicas.

Hemelin Mendonça, especialista em mercado de capitais e sócia da AVG Capital, destaca que os impasses nas questões fiscais têm penalizado a Bolsa brasileira. “O governo, tendo um posicionamento desarticulado e embates com o Congresso, faz com que os investidores fiquem um pouco mais receosos e gera um menor apetite ao risco. Temos muitos estrangeiros saindo da Bolsa, o que faz com que tenha mais volatilidade nos papéis também”, afirma a analista.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

O Ibovespa até chegou a aparar perdas no início da tarde, após falas do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Ao fim da reunião da Junta de Execução Orçamentária (JEO), no Palácio do Planalto, Haddad disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se “apropriou” dos números apresentados pela equipe econômica sobre a evolução de gastos federais com “bastante atenção”, e abriu espaço “importante” para a discussão do tema. “Foi uma reunião muito produtiva, senti o presidente bastante mais senhor dos números: se apropriou dos números com bastante atenção, abriu espaço importante de discussão dessas questões”, afirmou o ministro.

As falas, no entanto, não foram suficientes para evitar a queda do índice, enquanto investidores aguardam com cautela a decisão de juros do Comitê de Política Monetária (Copom), programada para quarta-feira (19). A última edição do Boletim Focus, publicada nesta segunda-feira (17), elevou a projeção da Selic para 2024 a 10,50% ao ano (a.a). Há uma semana, a estimativa estava em 10,25% a.a e, há um mês, o patamar era de 10% a.a.

Já em Nova York Nasdaq e S&P 500 renovaram recordes históricos de encerramento, após avançarem 0,95% e 0,77%, respectivamente, enquanto o Dow Jones subiu 0,49%. O mercado monitorou declarações do presidente do Federal Reserve (Fed) da Filadélfia, Patrick Harker, que afirmou que um corte de juros nos Estados Unidos até o fim deste ano “seria apropriado”. O dirigente, no entanto, ponderou que isso pode mudar a depender dos próximos indicadores econômicos do país e acrescentou que cenários com duas reduções ou com manutenção de juros até o fim de 2024 seriam igualmente possíveis.

Maiores Altas

As três ações que mais valorizaram no dia foram Itaú (ITUB4), B3 (B3SA3) e Santander (SANB11).

Itaú (ITUB4): +2,44%, R$ 31,9

As ações do Itaú (ITUB4) lideraram os ganhos do Ibovespa nesta segunda-feira e encerraram em alta de 2,44%, cotadas a R$ 31,9. O movimento ocorreu após o Morgan Stanley elevar a recomendação dos papéis do banco negociados na Bolsa de Nova York de equal-weight (equivalente à neutra) para overweight (equivalente à compra). Já o preço-alvo dos ativos subiu de US$ 7,50 para US$ 8.

A ITUB4 está em alta de 2,87% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 2,18%.

B3 (B3SA3): +1,83%, R$ 10,56

Os papéis da B3 (B3SA3) também se destacaram positivamente na sessão e terminaram o dia em valorização de 1,83%, cotados a R$ 10,56. Ao Broadcast, Gabriel Duarte, analista da Ticker Research, explicou que a valorização reflete uma correção técnica, após as perdas recentes acumuladas pelas ações da empresa.

A B3SA3 está em baixa de 1,31% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 26,31%.

Santander (SANB11): +1,44%, R$ 27,47

Entre os destaques positivos do pregão, estiveram também os papéis do Santander (SANB11), que fecharam em alta de 1,44%, a R$ 27,47. O dia foi positivo para as ações de grandes bancos em geral, com o Índice Financeiro (IFNC) encerrando em valorização de 0,84%, aos 12.160,92 pontos.

Publicidade

A SANB11 está em baixa de 1,01% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 12,88%.

Maiores Quedas

As três ações que mais desvalorizaram no dia foram Rede D’Or (RDOR3), Braskem (BRKM5) e LWSA (LWSA3).

Rede D’Or (RDOR3): -5,16%, R$ 25,54

As ações da Rede D’Or (RDOR3) lideraram a ponta negativa do Ibovespa e encerraram em queda de 5,16%, a R$ 25,54, nesta segunda-feira. Os papéis sentiram a pressão da alta da taxas de Depósito Interfinanceiro (DI), em meio ao temor do mercado com a situação fiscal brasileira.

A RDOR3 está em baixa de 6,99% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 11,2%.

Braskem (BRKM5): -5,11%, R$ 17,47

Quem também sofreu foram as ações da Braskem (BRKM5), que fecharam o pregão em baixa de 5,11%, cotados a R$ 17,47. No entanto, ao Broadcast, Gabriel Bassotto, analista-chefe da Simpla Club, disse que não houve nenhuma noticia que justificasse a queda dos papéis da petroquímica no pregão.

A BRKM5 está em baixa de 7,57% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 20,08%.

LWSA (LWSA3): -4,29%, R$ 4,02

Entre os destaques negativos da sessão, também estiveram as ações da LWSA (LWSA3), antiga Locaweb, que foram penalizadas pelo avanço dos juros futuros. Os papéis da empresa terminaram o dia em baixa de 4,29%, sendo negociados a R$ 4,02.

A LWSA3 está em baixa de 7,16% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 33,11%.

*Com Estadão Conteúdo

Publicidade

Web Stories

Ver tudo
<
Como identificar uma nota falsa?
Quanto custa comer na melhor pizzaria da América Latina, que fica em SP?
D.O.M: saiba quanto custa comer em um dos 100 melhores restaurantes da América Latina
Como receber pensão vitalícia na união estável?
Quanto Madonna já ganhou na loteria?
Quanto custa comer no 2º restaurante mais caro do mundo? Descubra
Golpes eletrônicos: confira 7 golpes digitais para roubar o seu dinheiro
Ataque cibernético: relembre 7 sabotagens que afetaram o mercado financeiro
Como investir em IA para ganhar dinheiro?
5 passos para planejar a independência financeira dos seus filhos
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Reforma tributária: quais alimentos terão imposto zerado ou reduzido? Confira lista
>

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos