EURO R$ 5,20 -0,02% DÓLAR R$ 5,07 +0,00% MGLU3 R$ 3,57 +17,43% BBDC4 R$ 19,50 +1,09% ABEV3 R$ 15,19 +0,40% ITUB4 R$ 26,70 +1,06% PETR4 R$ 31,67 +7,06% GGBR4 R$ 26,12 +2,11% IBOVESPA 112.764,26 pts +2,78% VALE3 R$ 70,00 +1,23%
EURO R$ 5,20 -0,02% DÓLAR R$ 5,07 +0,00% MGLU3 R$ 3,57 +17,43% BBDC4 R$ 19,50 +1,09% ABEV3 R$ 15,19 +0,40% ITUB4 R$ 26,70 +1,06% PETR4 R$ 31,67 +7,06% GGBR4 R$ 26,12 +2,11% IBOVESPA 112.764,26 pts +2,78% VALE3 R$ 70,00 +1,23%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Braskem (BRKM5), Suzano (SUZB3) e Gerdau (GGBR4) são os destaques positivos

Índice caiu 1,12% nesta quarta-feira, 1º, aos 100.774,57 pontos

Ibovespa hoje: Braskem (BRKM5), Suzano (SUZB3) e Gerdau (GGBR4) são os destaques positivos
Refinaria da Braskem nos Estados Unidos (Foto: Getty Images)
  • O Ibovespa caiu 1,12% nesta quarta-feira, 1º, aos 100.774,57 pontos e com volume negociado de R$ 39,1 bilhões
  • Os três papéis que mais valorizaram no dia foram Braskem (BRKM5), Suzano (SUZB3) e Gerdau (GGBR4)

O Ibovespa caiu 1,12% nesta quarta-feira, 1º, aos 100.774,57 pontos e com volume negociado de R$ 39,1 bilhões. O índice de referência da bolsa brasileira recuou na sessão devido às incertezas no cenário global e ao pessimismo no cenário doméstico, sobretudo com as alterações na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios.

“Apesar das mudanças, o teto ainda está vivo. No dia em que achamos que a PEC ia passar, nos 45 do segundo tempo, o (senador e relator da PEC, Fernando) Bezerra diz que talvez vai colocar um mecanismo para furar o teto em 5 anos. É quase dizer, na prática, que está tirando o teto”, diz Rodrigo Natali, estrategista da Inversa, ao Broadcast.

Em Nova York, os índices Dow Jones, Nasdaq e S&P 500 encerraram o dia na mesma direção, caindo 1,34%, 1,83% e 1,18%, respectivamente.

Os três papéis que mais valorizaram hoje foram Braskem (BRKM5), Suzano (SUZB3) e Gerdau (GGBR4).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Braskem (BRKM5): +5,45%, R$ 52,78

As ações da Braskem conseguiram manter o sinal positivo apesar da virada das cotações do petróleo no fim da tarde, que caíram após a notícia da confirmação do primeiro caso da variante ômicron nos EUA.

Os papéis da companhia sobem 5,45% no mês e 123,93% no ano.

Suzano (SUZB3): +3,37%, R$ 58,05

As ações da empresa ficaram com a segunda melhor marca do Ibovespa no dia, beneficiadas pela notícia de que a exportadora aumentou em US$ 20 o preço da tonelada da celulose na Ásia. O reajuste já está valendo, segundo informou uma fonte ao Broadcast.

A Suzano cresce 3,37% no mês, mas registra queda de 0,84% no ano.

Gerdau (GGBR4): +1,43%, R$ 26,17

Os papéis da Gerdau Metalúrgica fecharam o top 3 de altas diárias do Ibovespa, apoiados na alta nos preços do minério de ferro negociado em Qingdao, na China.

As ações sobem 1,43% no mês e 19,77% no ano.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos