EURO R$ 6,04 +1,23% MGLU3 R$ 21,11 -0,94% DÓLAR R$ 5,09 +0,51% ITUB4 R$ 32,20 -2,13% PETR4 R$ 28,25 +0,43% ABEV3 R$ 18,64 -1,95% IBOVESPA 128.405,35 pts +0,27% GGBR4 R$ 28,95 -0,17% BBDC4 R$ 27,47 -1,75% VALE3 R$ 109,11 +3,03%
EURO R$ 6,04 +1,23% MGLU3 R$ 21,11 -0,94% DÓLAR R$ 5,09 +0,51% ITUB4 R$ 32,20 -2,13% PETR4 R$ 28,25 +0,43% ABEV3 R$ 18,64 -1,95% IBOVESPA 128.405,35 pts +0,27% GGBR4 R$ 28,95 -0,17% BBDC4 R$ 27,47 -1,75% VALE3 R$ 109,11 +3,03%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Hering (HGTX3), JBS (JBSS3) e Braskem (BRKM5) são os destaques positivos do dia

Índice fechou o pregão em alta de 0,34%, aos 120.700,67 pontos

Loja da Hering em shopping
Loja da Hering em shopping. Foto: Daniel Teixeira/Estadão
  • O principal índice da B3 subiu nesta quinta-feira (15), mais um dia positivo no exterior, principalmente em Nova York
  • As ações que mais subiram no dia foram Hering (HGTX3), JBS (JBSS3) e Braskem (BRKM5)

O Ibovespa encerrou hoje o pregão em alta de 0,34%, aos 120.700,67 pontos e com giro financeiro de R$ 30,5 bilhões. O principal índice da B3 subiu nesta quinta-feira (15), mais um dia positivo no exterior, principalmente em Nova York. No mercado doméstico o sentimento ainda é de cautela, com investidores estrangeiros ainda avessos a ativos brasileiros.

Esta foi a quarta sessão de alta consecutiva. O IBOV chegou a tocar a faixa dos 121 mil pontos – pela primeira vez desde 5 de fevereiro. Contudo, o índice encerrou as negociações de volta aos 120 mil pontos. Foi o melhor patamar desde 18 de janeiro.

Nos Estados Unidos, as bolsas encerraram as negociações com sinal positivo. Os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram 0,90%, 1,11% e 1,31%, respectivamente.

As ações do Ibovespa que registraram as maiores altas foram Hering (HGTX3), JBS (JBSS3) e Braskem (BRKM5).

Confira o que beneficiou o desempenho desses três papéis:

Hering (HGTX3): +27,49%, R$ 21,80

Com alta de 27,49%, as ações ordinárias da empresa tiveram o melhor desempenho do dia e encerraram o pregão cotadas a R$ 21,80. Os papéis avançaram no pregão após a Hering recusar a proposta de combinação de negócios com a Arezzo. A expectativa do mercado é que uma nova proposta seja realizada.


No mês e no ano, as ações ON da companhia têm respectivamente valorização de 35,49% e 26,97%.

JBS (JBSS3): +3,90%, R$ 34,60

Com valorização de 3,90%, as ações ordinárias da empresa encerraram o pregão com o segundo melhor desempenho do dia, cotadas a R$ 34,60. Os papéis subiram após a JBS comunicar um investimento de R$ 1,7 bilhão, até 2023, em sete unidades localizadas no Rio Grande do Sul. O objetivo é melhorar a operação nas unidades de aves, suínos e alimentos.

No mês, as ações ON da empresa têm valorização de 14,27%. No ano, a alta é de 46,24%.

Braskem (BRKM5): +3,29%, R$ 48,40

Com variação positiva de 3,29%, as ações preferenciais da empresa fecham o top 3 das maiores altas do pregão, cotadas a R$ 48,40.

O papel da petroquímica teve valorização na sessão, com o avanço das discussões sobre a venda de participação da Odebrecht na companhia. “Já se sabe que tem um banco com mandato para vender a participação da Odebrecht na petroquímica. Com essa informação circulando no mercado, crescem as chances de finalmente a Odebrecht conseguir se desfazer da sua parte na empresa”, diz Flávio Conde, analista da Inversa, ao Broadcast.

No mês e no ano, as ações PN da empresa têm valorização de 21,95% e 105,35%, respectivamente.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos