MGLU3 R$ 2,41 +1,68% ITUB4 R$ 23,08 -1,11% EURO R$ 5,43 +0,36% DÓLAR R$ 5,20 +0,31% BBDC4 R$ 17,60 -1,95% IBOVESPA 99.621,58 pts -0,96% VALE3 R$ 78,79 -1,03% PETR4 R$ 28,08 -0,42% GGBR4 R$ 23,14 -1,11% ABEV3 R$ 13,61 +0,00%
MGLU3 R$ 2,41 +1,68% ITUB4 R$ 23,08 -1,11% EURO R$ 5,43 +0,36% DÓLAR R$ 5,20 +0,31% BBDC4 R$ 17,60 -1,95% IBOVESPA 99.621,58 pts -0,96% VALE3 R$ 78,79 -1,03% PETR4 R$ 28,08 -0,42% GGBR4 R$ 23,14 -1,11% ABEV3 R$ 13,61 +0,00%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Via (VIIA3), MRV (MRVE3) e SulAmérica (SULA11) são os destaques positivos do dia

Índice fechou estável nesta quarta-feira (25), aos 110.579,81 pontos

Ibovespa hoje: Via (VIIA3), MRV (MRVE3) e SulAmérica (SULA11) são os destaques positivos do dia
Obras de um conjunto habitacional da Construtora MRV, em Pirituba, zona norte de São Paulo. Foto: Hélvio Romero/Estadão
  • O Ibovespa fechou estável nesta quarta-feira (25), aos 110.579,81 pontos e volume negociado de R$ 23,3 bilhões
  • Os três papéis que mais valorizaram no dia foram Via (VIIA3), MRV (MRVE3) e SulAmérica (SULA11)

O Ibovespa fechou estável nesta quarta-feira (25), aos 110.579,81 pontos e com volume negociado de R$ 23,3 bilhões. O índice iniciou o dia em queda, reverteu as perdas durante a parte da tarde, mas entregou os ganhos na última hora do pregão.

A bolsa brasileira foi influenciada positivamente pela divulgação da ata do Federal Reserve (FED) sobre a última reunião de política monetária dos Estados Unidos. Os dirigentes do FED apoiaram novas altas de 0,5% na taxa de juros nas reuniões de junho e julho.

De acordo com Marcelo Oliveira, CFA e fundador da Quantzed, empresa de tecnologia e educação financeira para investidores, a ata do FED vem em tom duro, mas menos rígida em relação ao esperado pelo mercado. Para ele, o cenário mundial ainda é muito desafiador.

“Como eles citam na ata, a inflação não depende só da alta de juros pelo FED. A inflação vai depender da situação da China, que precisa ter um horizonte mais definido com cadeias de produção a serem retomadas, além da necessidade da resolução do conflito entre Rússia e Ucrânia”, diz Oliveira.

Em Nova York, o S&P 500 e Dow Jones fecharam o dia em alta de 0,95% e 0,60%, respectivamente. Já o Nasdaq subiu de 1,51%.

Os três papéis que mais valorizaram no dia foram Via (VIIA3), MRV (MRVE3) e SulAmérica (SULA11).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Via (VIIA3): +6,27%, R$ 3,22

Os papéis VIIA3 tiveram alta de 6,27%, cotados a R$ 3,22, e lideraram o pregão desta quarta (25). A valorização é justificada por um possível movimento de recompra dos papéis.

No mês, as ações da Via já sobem 8,42%. No ano, acumulam queda de 38,67%.

MRV (MRVE3): +3,83%, R$ 9,76

As ações da MRV subiram 3,83%, cotadas a R$ 9,76. O setor de incorporadoras reagiu positivamente à perspectiva de novos estímulos do governo federal para o programa “Casa Verde e Amarela”.

Além disso, a AHS, subsidiária do grupo MRV nos Estados Unidos, mudará de nome e tem projeto de investir R$ 6 bilhões nos próximos cinco ou seis anos, o que fez os papéis MRVE3 se destacarem entre os pares brasileiros.

No mês, as ações da empresa têm queda de 5,43% e, no ano, de 18,67%.

SulAmérica (SULA11): +3,65%, R$ 25,87

As ações da SulAmérica subiram 3,65%, cotadas a R$ 25,87, após a empresa informar que a Rede D’Or passou a deter aproximadamente 12% do capital social da companhia.

Em maio, as ações caem 2,60%; no ano, a desvalorização é de 5,89%.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos