EURO R$ 6,20 -1,72% MGLU3 R$ 6,36 +7,98% BBDC4 R$ 21,14 -1,08% ABEV3 R$ 14,54 -0,27% DÓLAR R$ 5,46 -1,91% IBOVESPA 108.336,98 pts +1,56% PETR4 R$ 31,58 -0,19% ITUB4 R$ 23,52 -0,51% VALE3 R$ 88,56 +2,61% GGBR4 R$ 29,18 +2,03%
EURO R$ 6,20 -1,72% MGLU3 R$ 6,36 +7,98% BBDC4 R$ 21,14 -1,08% ABEV3 R$ 14,54 -0,27% DÓLAR R$ 5,46 -1,91% IBOVESPA 108.336,98 pts +1,56% PETR4 R$ 31,58 -0,19% ITUB4 R$ 23,52 -0,51% VALE3 R$ 88,56 +2,61% GGBR4 R$ 29,18 +2,03%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Suzano (SUZB3) e Taesa (TAEE11) são os destaques positivos

Índice caiu 3,39% nesta sexta-feira (26), aos 102.224,26 pontos

Foto: Divulgação/Suzano Papel e Celulose/
  • O Ibovespa caiu 3,39% nesta sexta-feira (26), aos 102.224,26 pontos e com volume negociado de R$ 28,5 bilhões
  • Os dois papéis que mais valorizaram hoje foram Suzano (SUZB3) e Taesa (TAEE11)

O Ibovespa caiu 3,39% nesta sexta-feira (26), aos 102.224,26 pontos e com volume negociado de R$ 28,5 bilhões. O índice de ações brasileiro caiu e interrompeu a sequência de três altas seguidas devido ao temor global gerado pela descoberta de uma nova cepa do coronavírus na África do Sul.

“É cedo para afirmar como a variante vai reagir às vacinas ou como os países vão lidar caso haja novas ondas de contaminação, mas o mercado se antecipa e ativos de risco sofrem pelo mundo. Dada a força do movimento global, os ativos brasileiros também foram fortemente penalizados, com o Ibovespa retrocedendo tudo e mais um pouco do que foi ganho durante a semana”, avalia Alexsandro Nishimura, economista e sócio da BRA.

Os dois papéis que mais valorizaram hoje foram Suzano (SUZB3) e Taesa (TAEE11).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Suzano (SUZB3): +0,15%, R$ 54,81

Com apenas duas altas diárias entre os papéis que formam o Ibovespa, a companhia conseguiu a melhor marca da sessão por ser exportadora e se beneficiar do movimento de alta do dólar.

No ano, os papéis acumulam queda de 6,37%. No mês, registram valorização de 11,33%.

Taesa (TAEE11): +0,11%, R$ 35,94

As ações da Taesa e as da Suzano, foram as únicas exceções que conseguiram escapar do dia de correção quase generalizada na bolsa brasileira.

No ano, as ações registram alta de 15,94%. No mês, acumulam desvalorização de 1,96%.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos