MGLU3 R$ 8,04 -0,25% BBDC4 R$ 20,27 -0,73% EURO R$ 6,33 +0,06% DÓLAR R$ 5,61 +0,00% PETR4 R$ 29,47 +3,51% IBOVESPA 102.814,03 pts +0,58% ITUB4 R$ 22,66 -0,66% GGBR4 R$ 25,80 +0,98% ABEV3 R$ 16,34 -2,10% VALE3 R$ 69,50 +1,25%
MGLU3 R$ 8,04 -0,25% BBDC4 R$ 20,27 -0,73% EURO R$ 6,33 +0,06% DÓLAR R$ 5,61 +0,00% PETR4 R$ 29,47 +3,51% IBOVESPA 102.814,03 pts +0,58% ITUB4 R$ 22,66 -0,66% GGBR4 R$ 25,80 +0,98% ABEV3 R$ 16,34 -2,10% VALE3 R$ 69,50 +1,25%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa na semana: Pão de Açúcar (PCAR3), Americanas (AMER3) e Banco Pan (BPAN4) são os destaques positivos

Índice subiu 1,61% entre 11 e 15 de outubro, passando de 112.834 pontos para 114,647 pontos

Fachada das Lojas Americanas
Foto: São Luis Shopping
  • Os três papéis que mais valorizaram nos quatro pregões foram Pão de Açúcar (PCAR3), Americanas (AMER3) e Banco Pan (BPAN4)

O Ibovespa subiu 1,61% entre 11 e 15 de outubro, passando de 112.834 pontos para 114,647 pontos. No período, a inflação americana acima do esperado afetou o cenário global, especialmente por conta do aumento das commodities. Em contrapartida, a temporada de balanços, que teve um início positivo na semana, pode sustentar os números, inclusive para o mercado brasileiro.

Em análise para o E-Investidor, Henrique Zimmermann, sócio e Head Nordeste da VLG Investimentos, ressalta que o cenário microeconômico, especialmente voltado para os movimentos de fusões e aquisições (M&A) foi destaque no resultado do Ibovespa na semana.

Outro fator de influência positiva para o Ibov, segundo Zimmermann, é a performance de empresas afetadas positivamente pela curva de juros, como os bancos e instituições financeiras.

Além disso, a sinalização da possível votação da PEC dos Precatórios na próxima semana pode “dar alívio” ao mercado e, assim, diminuir um pouco o impacto e a volatilidade vindos de Brasília.

Na segunda (11) e na quinta (14), o principal índice de ações da B3 fechou as sessões com quedas de 0,58% e 0,24%. Na quarta (13) e na sexta (15), o Ibovespa subiu 1,14% e 1,29%, respectivamente. Terça-feira (12) não houve pregão em virtude do feriado de Nossa Senhora de Aparecida.

Os três papéis que mais valorizaram nos quatro pregões foram Pão de Açúcar (PCAR3), Americanas (AMER3) e Banco Pan (BPAN4).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Pão de Açúcar (PCAR3): +25,85%, R$ 30,96

Com o anúncio da compra do Extra, pertencente ao Grupo Pão de Açúcar, pelo Assaí, os papéis PCAR foram impactados positivamente. Ao todo, a compra de 71 lojas deve custar R$ 5,2 bilhões, com objetivo de transformar os atuais hipermercados em atacarejos. Desta forma, a marca Extra será descontinuada. O mercado avaliou o movimento como positivo para os papéis. O papel sobe 25,85% na semana e é cotado a R$ 30,96.

A PCAR3 está em alta de 20,28% no mês e 75,91% no ano.

Americanas (AMER3): +11%, R$ 37,45

Recuperando-se dos danos após a fusão com a Lojas Americanas (LAME4), as ações das Americanas (AMER3) mostram sinais de retomada. No setor, as varejistas apresentaram resultado positivo na semana, após alta nos número do segmento nos Estados Unidos. A AMER3 sobe 11% no período e é cotada a R$ 37,45.

As ações sobem 21,12% no mês, mas caem 50,47% no ano.

Banco Pan (BPAN4): +8,33%, R$ 17,04

As ações do Banco Pan, assim como o setor bancário como um todo, recuperam-se das perdas recentes decorrentes da resposta dos investidores após a compra do Mosaico e por conta da baixa nos juros dos títulos de dívida dos Estados Unidos (Treasuries) de longo prazo. Puxando o segmento, a BPAN4 sobe 8,33% na semana e é precificada a R$ 17,04.

As ações sobem 6,7% no mês e 78,80% no ano.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos