EURO R$ 5,15 -1,26% MGLU3 R$ 3,67 -1,61% DÓLAR R$ 4,88 +0,34% BBDC4 R$ 19,68 +1,39% ABEV3 R$ 13,98 -1,13% ITUB4 R$ 25,18 +1,45% IBOVESPA 108.487,88 pts +1,39% PETR4 R$ 34,95 +2,28% GGBR4 R$ 27,95 +3,33% VALE3 R$ 81,37 +1,90%
EURO R$ 5,15 -1,26% MGLU3 R$ 3,67 -1,61% DÓLAR R$ 4,88 +0,34% BBDC4 R$ 19,68 +1,39% ABEV3 R$ 13,98 -1,13% ITUB4 R$ 25,18 +1,45% IBOVESPA 108.487,88 pts +1,39% PETR4 R$ 34,95 +2,28% GGBR4 R$ 27,95 +3,33% VALE3 R$ 81,37 +1,90%
Delay: 15 min
Mercado

Mercado Intraday: Com giro fraco por feriado nos EUA, Ibovespa negocia em queda

Mercado Intraday: Com giro fraco por feriado nos EUA, Ibovespa negocia em queda
Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

A segunda-feira mostra-se morna para os mercados globais, uma vez que, em função do feriado de Martin Luther King, as bolsas de Nova York permanecem fechadas. As bolsas asiáticas fecharam sem sinal único, mas com ganhos na China, enquanto as europeias negociavam em alta, mas a liquidez é reduzida.

Os investidores avaliaram os dados de atividade divulgados na China nesta madrugada, com destaque para o PIB que teve expansão anual de 4% no 4T21, desacelerando em relação a alta de 4,9% registrada no terceiro trimestre. Neste contexto de menor expansão, o banco central chinês (PBoC) anunciou um corte de juros nesta segunda-feira, o que agradou os investidores. O petróleo opera em baixa, após avanços recentes, e o índice DXY do dólar tem leve avanço.

No Brasil, sem a referência de Nova York, os mercados mostram-se suscetíveis a oscilações. Os negócios refletem também a cautela dos investidores com a mobilização de servidores públicos, que programaram paralisações nesta semana, por reajuste salarial. Ainda nesta semana, até sexta-feira (21), o mercado espera manifestação do governo sobre o Orçamento de 2022.

Na agenda econômica, o IGP-10 veio acima da mediana das estimativas e o IBC-Br, praticamente em linha com o esperado, sem provocar reações. O Ibovespa , às 13h30, negociava em baixa de 0,5%, aos 106,4 mil pontos. O dólar começa a tarde rondando a estabilidade. Os juros futuros de curto prazo oscilam ao redor dos ajustes anteriores e, nos vencimentos longos, há viés de alta.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos