EURO R$ 5,22 -0,72% MGLU3 R$ 4,04 +0,50% DÓLAR R$ 5,17 +0,10% ABEV3 R$ 15,97 +2,70% BBDC4 R$ 19,90 +0,81% ITUB4 R$ 27,26 -0,33% PETR4 R$ 33,51 +2,29% GGBR4 R$ 24,33 -1,54% IBOVESPA 114.010,04 pts +0,27% VALE3 R$ 68,04 -0,28%
EURO R$ 5,22 -0,72% MGLU3 R$ 4,04 +0,50% DÓLAR R$ 5,17 +0,10% ABEV3 R$ 15,97 +2,70% BBDC4 R$ 19,90 +0,81% ITUB4 R$ 27,26 -0,33% PETR4 R$ 33,51 +2,29% GGBR4 R$ 24,33 -1,54% IBOVESPA 114.010,04 pts +0,27% VALE3 R$ 68,04 -0,28%
Delay: 15 min
Mercado

Mercado Intraday: Pronunciamento de autoridades monetárias pressiona o mercado

Mercado Intraday: Pronunciamento de autoridades monetárias pressiona o mercado
Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

A quarta-feira é de cautela para os mercados internacionais. Na Europa, as bolsas encerraram a sessão em queda em meio a pronunciamentos de autoridades monetárias, mas também em resposta a indicadores pouco animadores.

Na Alemanha, a inflação ao consumidor desacelerou para 7,6% em junho, na leitura anual, mas ainda em nível elevado. Na zona do euro, o sentimento econômico caiu 104 pontos em junho. Entre os pronunciamentos do dia, a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse ser improvável que a zona do euro retome ao cenário de inflação anterior à pandemia do covid-19, enquanto Andrew Bailey, chefe do Banco da Inglaterra (BoE), sinalizou que é possível um aumento de meio ponto porcentual na taxa bancária no Reino Unido, além de esperar mais inflação no país.

Já nos EUA, foi divulgado a terceira e última leitura do PIB do 1º trimestre, que apresentou contração ainda maior quando comparado a leitura anterior. O PIB norte-americano recuou 1,6% na taxa anualizada.

Além disso, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, também falou hoje, e manteve seu otimismo quanto um provável pouso suave da economia norte-americana, diante do ciclo de aperto monetário. Contudo, Powell, reforçou que o Fed deve manter uma postura mais agressiva, uma vez que não é possível assumir que as expectativas de inflação estão ancoradas.

Disse ainda, que é provável que “alguma dor”, do ponto de vista econômico, aconteça em resposta ao processo de elevação de juros, mas que seria mais grave fracassar em combater a inflação. Assim, nas bolsas, a pouco o índice S&P 500 e o Nasdaq operavam em queda, enquanto que o Dow Jones negociava levemente no positivo, muito próximo a estabilidade.

No Brasil, logo pela manhã foi conhecido o IGP-M de junho, que veio abaixo das expectativas, e recuou frente ao mês de maio, com uma alta de 0,52% ante 0,59% anteriormente.

Por aqui, a cautela também prevalece, com o comportamento externo pressionando o mercado local, mas também em meio aos receios de maior impacto fiscal com a possibilidade de ampliação dos gastos públicos com as medidas que poderão ser implementadas na PEC dos Combustíveis para aumentar o Auxílio Brasil e fornecer um voucher aos caminhoneiros. Neste contexto, próximo às 14h15, o Ibovespa cai 1,21% cotado aos 99.370 pontos. Já no câmbio, apesar do avanço do índice DXY, o dólar contra o real recuava cerca de 0,8% aos R$ 5,22/USD.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos