EURO R$ 5,21 -0,22% MGLU3 R$ 3,73 +0,54% DÓLAR R$ 4,93 +0,00% BBDC4 R$ 19,41 -0,72% ABEV3 R$ 14,14 -0,77% ITUB4 R$ 24,82 -0,64% PETR4 R$ 34,17 +1,93% IBOVESPA 107.005,22 pts +0,71% GGBR4 R$ 27,05 +2,81% VALE3 R$ 79,85 +2,73%
EURO R$ 5,21 -0,22% MGLU3 R$ 3,73 +0,54% DÓLAR R$ 4,93 +0,00% BBDC4 R$ 19,41 -0,72% ABEV3 R$ 14,14 -0,77% ITUB4 R$ 24,82 -0,64% PETR4 R$ 34,17 +1,93% IBOVESPA 107.005,22 pts +0,71% GGBR4 R$ 27,05 +2,81% VALE3 R$ 79,85 +2,73%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Braskem (BRKM5), Iguatemi (IGTI11) e Alpargatas (ALPA4) são os destaques negativos

O Ibovespa caiu 0,52% nesta segunda-feira (17), aos 106.373,87 pontos

Ibovespa hoje: Braskem (BRKM5), Iguatemi (IGTI11) e Alpargatas (ALPA4) são os destaques negativos
Refinaria da Braskem nos Estados Unidos (Foto: Getty Images)
  • O Ibovespa caiu 0,52% nesta segunda-feira (17), aos 106.373,87 pontos e volume negociado de R$ 15,5 bilhões
  • Os três papéis que mais desvalorizaram no dia foram Locaweb (LWSA3), Positivo (POSI3) e Alpargatas (ALPA4)

O Ibovespa caiu 0,52% nesta segunda-feira (17), aos 106.373,87 pontos e com volume negociado de R$ 15,5 bilhões. O dia foi de pouca liquidez no mercado, por causa do feriado em comemoração ao aniversário de Martin Luther King, nos Estados Unidos.

“O que me chamou mais a atenção foi a abertura das taxas DIs com subida forte de praticamente 2%. Outro destaque é o IBC-Br, que efetivamente ainda não sofre os impactos da alta da Selic”, destaca Jansen Costa, sócio-fundador da Fatorial Investimentos.

Por causa do feriado em Nova York,  S&P 500, Nasdaq e Dow Jones não operaram nesta segunda.

Os três papéis que mais desvalorizaram hoje foram Braskem (BRKM5), Iguatemi (IGTI11) e Alpargatas (ALPA4).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Braskem (BRKM5): -6,73% R$ 48,65

A Braskem ficou com a pior marca diária do Ibovespa, devido a um movimento de realização de lucros pelos investidores. “A Braskem vinha subindo muito. Sobe no boato, cai no fato”, diz Júlia Monteiro, analista da My Cap, ao Broadcast.

A fala faz referência ao fato de, em um ano, os papéis da companhia acumularem ganhos de 122%, em meio a rumores sobre alienação da Petrobras e Novonor (antiga Odebrecht).

A notícia, divulgada no final de semana, é positiva para a empresa, segundo Monteiro, especialmente pela expectativa da entrada da petroquímica no novo mercado.

As ações caem 15,58% no mês e no ano.

Iguatemi (IGTI11): -3,73% R$ 17,28

As ações da companhia ficaram na vice-liderança das baixas do Ibovespa, mesmo sem ter destaque no noticiário corporativo.

A IGTI11 tem queda de 4,37% no mês e no ano.

Alpargatas (ALPA4): -3,49% R$30,98

A empresa fechou o top 3 de quedas do Ibovespa, porque o setor varejista está pressionado pela piora das expectativas de inflação no relatório Focus, e pelo consequente viés de alta dos juros futuros. Com este cenário, o crédito tende a ficar mais caro, o que prejudica setores ligados ao consumo.

Os papéis têm queda de 16% no mês e no ano.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos