DÓLAR R$ 5,69 +0,11% ITUB4 R$ 26,91 +1,01% EURO R$ 6,78 +0,22% MGLU3 R$ 21,78 +0,51% BBDC4 R$ 25,34 +0,56% PETR4 R$ 23,87 +0,93% ABEV3 R$ 15,50 +0,91% IBOVESPA 118.493,58 pts +0,70% GGBR4 R$ 31,01 -0,35% VALE3 R$ 103,45 +0,44%
DÓLAR R$ 5,69 +0,11% ITUB4 R$ 26,91 +1,01% EURO R$ 6,78 +0,22% MGLU3 R$ 21,78 +0,51% BBDC4 R$ 25,34 +0,56% PETR4 R$ 23,87 +0,93% ABEV3 R$ 15,50 +0,91% IBOVESPA 118.493,58 pts +0,70% GGBR4 R$ 31,01 -0,35% VALE3 R$ 103,45 +0,44%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Ouro fecha em alta de quase 1%, após atas de Fed

  • Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega para maio encerrou com ganho de 0,95%, a US$ 1.758,20 a onça-troy, no maior valor desde 25 de fevereiro

(Estadão Conteúdo) – O contrato futuro de ouro mais líquido fechou em alta nesta quinta-feira, depois que atas do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e do Banco Central Europeu (BCE) mostraram que as autoridades monetárias estão pouco preocupadas com a aceleração da inflação e devem manter a política acomodatícia.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega para maio encerrou com ganho de 0,95%, a US$ 1.758,20 a onça-troy, no maior valor desde 25 de fevereiro. “O ouro está encontrando suporte da ata dovish sobre o encontro mais recente do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) que confirmou o tom do presidente da instituição, Jerome Powell, em coletiva na ocasião”, explica o Commerzbank.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos