EURO R$ 6,13 +0,07% DÓLAR R$ 5,37 +0,00% MGLU3 R$ 81,39 -0,13% ITUB4 R$ 27,37 -0,26% BBDC4 R$ 22,70 +0,00% PETR4 R$ 23,34 +0,00% IBOVESPA 101.790,54 pts +1,34% ABEV3 R$ 14,30 +0,07% GGBR4 R$ 16,65 +0,60% VALE3 R$ 61,79 +0,00%
EURO R$ 6,13 +0,07% DÓLAR R$ 5,37 +0,00% MGLU3 R$ 81,39 -0,13% ITUB4 R$ 27,37 -0,26% BBDC4 R$ 22,70 +0,00% PETR4 R$ 23,34 +0,00% IBOVESPA 101.790,54 pts +1,34% ABEV3 R$ 14,30 +0,07% GGBR4 R$ 16,65 +0,60% VALE3 R$ 61,79 +0,00%
Delay: 15 min

Bolsas da Ásia fecham em alta após novos sinais de recuperação da China

  • (Estadão Conteúdo) - As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, após dados de atividade positivos da China ajudarem a distrair os investidores das tensões entre chineses e americanos em torno de Hong Kong.

  • Na China continental, o Xangai Composto subiu 0,78% hoje, a 2.984,67 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,88%, a 1975,52 pontos.

  • Números oficiais de Pequim sugerem que a economia chinesa, a segunda maior do mundo, está se recuperando em ritmo mais rápido do que se esperava do choque do coronavírus. O índice de gerentes de compras (PMI, pela sigla em inglês) do setor industrial chinês subiu de 50,6 em maio para 50,9 em junho, contrariando expectativas de queda, tocando o maior patamar em três meses e mostrando expansão um pouco mais forte da manufatura.

  • Já o PMI de serviços da China foi de 53,6 para 54,4 no mesmo período, atingindo o maior nível em sete meses.

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos
EURO R$ 6,13 +0,07% DÓLAR R$ 5,37 +0,00% MGLU3 R$ 81,39 -0,13% ITUB4 R$ 27,37 -0,26% BBDC4 R$ 22,70 +0,00% PETR4 R$ 23,34 +0,00% IBOVESPA 101.790,54 pts +1,34% ABEV3 R$ 14,30 +0,07% GGBR4 R$ 16,65 +0,60% VALE3 R$ 61,79 +0,00%
EURO R$ 6,13 +0,07% DÓLAR R$ 5,37 +0,00% MGLU3 R$ 81,39 -0,13% ITUB4 R$ 27,37 -0,26% BBDC4 R$ 22,70 +0,00% PETR4 R$ 23,34 +0,00% IBOVESPA 101.790,54 pts +1,34% ABEV3 R$ 14,30 +0,07% GGBR4 R$ 16,65 +0,60% VALE3 R$ 61,79 +0,00%
Delay: 15 min

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos