EURO R$ 5,54 -0,07% MGLU3 R$ 2,43 -0,40% ITUB4 R$ 23,58 +0,98% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 18,17 +1,79% IBOVESPA 100.763,60 pts +2,12% VALE3 R$ 78,05 +5,19% GGBR4 R$ 23,50 +1,94% PETR4 R$ 27,98 +6,96% ABEV3 R$ 13,72 +0,95%
EURO R$ 5,54 -0,07% MGLU3 R$ 2,43 -0,40% ITUB4 R$ 23,58 +0,98% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 18,17 +1,79% IBOVESPA 100.763,60 pts +2,12% VALE3 R$ 78,05 +5,19% GGBR4 R$ 23,50 +1,94% PETR4 R$ 27,98 +6,96% ABEV3 R$ 13,72 +0,95%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Moody’s: Reformas essenciais no momento são as fiscais, para respeitar o teto de gastos

(Estadão Conteúdo) – A vice-presidente e analista sênior da Moody’s Samar Maziad, responsável pelo rating soberano do Brasil, afirmou que as reformas essenciais para o País neste momento são as de cunho fiscal, para possibilitar o respeito ao teto de gastos nos próximos anos. A declaração foi dada durante o evento Inside Latam Brasil, da Moody’s.

A analista lembrou que, em maio, o rating soberano brasileiro foi mantido em Ba2, com perspectiva estável. Mas destacou que o cenário básico contempla a manutenção do teto de gastos e de apoio a reformas no Brasil. “Se apoio a reformas diminuir, haverá impacto negativo em nosso cenário.”

Samar ainda reforçou que a perspectiva da agência de classificação de risco é de que os novos gastos serão feitos dentro do teto de gastos, que guia a consolidação fiscal do País.

Também presente ao evento, o diretor do ASA Investments e ex-secretário do Tesouro Nacional, Carlos Kawall, afirmou que há apoio no Congresso para a aprovação da reforma administrativa, que seria importante para equacionar a questão do gasto público no País.

Já em relação à reforma tributária, o economista se disse mais cético, porque tem muitas implicações para os setores econômicos, mas ponderou que há chance de avanço.

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos