Tempo Real

BC: Retardo global reduzirá pressão em commodities e bens industriais

Na ata, o BC tinha dito apenas que esse processo sincronizado adicionava riscos aos mercados

BC: Retardo global reduzirá pressão em commodities e bens industriais
Analistas avaliam que o mundo está iniciando um novo 'superciclo' das commodities que pode durar por 10 anos. Foto: Crystal51/Shutterstock

Por Thaís Barcellos e Célia Froufe – O Relatório Trimestral de Inflação (RTI) deu mais detalhes a um trecho da ata do Comitê de Política Monetária (Copom) de junho que falava sobre os riscos adicionados pelo processo sincronizado de alta de juros no mundo.

Em relação ao cenário prospectivo de inflação, o Banco Central considera que esse processo sincronizado tende a exercer pressão sobre ativos importantes, com impacto inflacionário para prazos mais curtos.

Por outro lado, avalia que a reversão de estímulos monetários nos países avançados e a desaceleração econômica na China podem levar a uma desaceleração global mais acentuada, o que pode reduzir a pressão sobre preços de commodities e de bens industriais. “Por fim, ressaltam-se as elevadas incertezas envolvidas na evolução do preço do petróleo, cujo comportamento tem impacto significativo nas projeções de inflação”, completa o BC, no RTI.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Na ata, o BC tinha dito apenas que esse processo sincronizado adicionava riscos aos mercados e pode potencializar seu impacto no cenário prospectivo e dizia que, no contexto de desaceleração global, via possibilidade de reversão, ainda que parcial, do aumento dos preços de commodities em moeda local.