ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Bolsas da Europa caem majoritariamente, após dados locais preocupantes

(Estadão Conteúdo) – As bolsas europeias operam majoritariamente em baixa na manhã desta sexta-feira (18), na esteira de dados preocupantes da inflação alemã e do varejo britânico e enquanto investidores ainda digerem indícios de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) está propenso a retirar estímulos monetários mais cedo do que se imaginava.

Frankfurt recuava 0,38%, mas a de Paris subia 0,09%;  já as de Milão, Madri e Lisboa tinham perdas de 0,46%, 0,75% e 1,49%, às 6h53 (de Brasília), respectivamente. A tendência de queda seguiu no índice pan-europeu Stoxx 600 tinha baixa de 0,20%, a 458,40 pontos.

Uma situação que preocupa é que na Alemanha, a taxa anual de inflação ao produtor (PPI) atingiu 7,2% em maio, o patamar mais alto desde outubro de 2008. Somente o câmbio se fortaleceu: o euro foi a US$ 1,1914, de US$ 1,1908 no fim da tarde de ontem, mas a libra cedia a US$ 1,3900, de US$ 1,3925 ontem.

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos