Tempo Real

Bolsas da Europa operam em alta, aguardando dados da inflação dos EUA

O índice acionário pan-europeu Stoxx 600 tinha alta marginal de 0,03%, a 427,87 pontos

Bolsas da Europa operam em alta, aguardando dados da inflação dos EUA
Pedestre caminha em frente à Bolsa de Valores de Londres 24/08/2015 REUTERS/Suzanne Plunkett

(Sergio Caldas, Estadão Conteúdo) — As bolsas europeias operam em alta cautelosa na manhã desta terça-feira, ampliando ganhos recentes, à espera de novos dados de inflação dos EUA que podem ser determinantes para a próxima decisão de juros do Federal Reserve, ou Fed, como é conhecido o banco central americano.

Por volta das 6h30 (de Brasília), o índice acionário pan-europeu Stoxx 600 tinha alta marginal de 0,03%, a 427,87 pontos.

Investidores na Europa e em outras partes do mundo estão na expectativa para novos números da inflação ao consumidor (CPI) dos EUA, que são cruciais para o Fed calibrar o ritmo em que eleva juros. Segundo ferramenta de medição do CME Group, as chances de que o BC americano aumente seus juros básicos em 75 pontos-base pela terceira vez consecutiva – em reunião no próximo dia 21 – são de 86%.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Levantamento do Projeções Broadcast sugere que a taxa anual do CPI dos EUA terá nova desaceleração em agosto, enquanto o núcleo do índice deverá ganhar leve força. Os dados do último mês serão conhecidos às 9h30 (de Brasília).

Na Alemanha, a Destatis confirmou mais cedo que o CPI anual do país voltou a acelerar, de 7,5% em julho para 7,9% em agosto.

Já o índice alemão de expectativas econômicas medido pelo instituto ZEW caiu mais do que o esperado em setembro, a -61,9 pontos, num momento em que a maior economia europeia enfrenta uma grave crise energética diante da suspensão do fornecimento de gás natural pela Rússia.

Às 6h45 (de Brasília), a Bolsa de Londres subia 0,15%, a de Frankfurt avançava 0,27% e a de Paris se valorizava 0,33%. Já as de Milão e Madri tinham ganhos de 0,37% e 0,31%, respectivamente. Na contramão, Lisboa caía 0,23%.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Publicidade