Últimas notícias

Brookfield (B1AM34) passa a ser a maior acionista na VLI logística

A gestora canadense comprou ações que pertenciam ao grupo japonês Mitsui (8031)

Brookfield (B1AM34) passa a ser a maior acionista na VLI logística
Foto: Envato Elements

A gestora canadense Brookfield (B1AM34) comprou 10% da empresa de logística VLI que pertencia ao grupo japonês Mitsui (8031), segundo comunicado conjunto publicado pelas duas companhias nesta sexta-feira (16). Com a operação, a Brookfield passa a ter 36,51% da VLI, ultrapassando a Vale (VALE3), então maior acionista da empresa (29,59%).

A Mitsui continuará com participação na VLI, detendo 10% das ações da empresa. Não foi informado o valor da transação, mas a Mitsui afirmou, no comunicado conjunto, que deve registrar um lucro de 2,6 bilhões de ienes (R$ 86,1 milhões) após a conclusão do negócio. Segundo fontes, o negócio foi da ordem de R$ 1,8 bilhão a R$ 2 bilhões.

A Mitsui comprou a participação de 20% da Vale em 2014, por R$ 1,7 bilhão. No mesmo período, o FI-FGTS comprou 15,9% por R$ 1,2 bilhão. Ao final de 2023, o FI avaliava a VLI em seu balanço a R$ 17,8 bilhões. No ano passado, a Brookfield colocou à venda sua fatia de 26,5%. Mas agora resolveu exercer seu direito de preferência e adquirir os 10% da Mitsui por considerar o preço atrativo.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Já a Mitsui pensou em fazer uma oferta inicial de ações (IPO, em inglês) para desfazer de sua participação. A transação anunciada hoje deve ser concluída até junho deste ano, no final do primeiro trimestre do ano fiscal que termina em março de 2025. A operação precisa ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).