EURO R$ 6,38 -0,69% MGLU3 R$ 7,30 +3,55% BBDC4 R$ 21,20 +2,12% DÓLAR R$ 5,67 -0,45% ITUB4 R$ 23,25 +1,17% PETR4 R$ 28,89 +0,45% ABEV3 R$ 16,08 +0,50% IBOVESPA 106.858,87 pts +1,70% GGBR4 R$ 28,50 +2,33% VALE3 R$ 75,77 +5,43%
EURO R$ 6,38 -0,69% MGLU3 R$ 7,30 +3,55% BBDC4 R$ 21,20 +2,12% DÓLAR R$ 5,67 -0,45% ITUB4 R$ 23,25 +1,17% PETR4 R$ 28,89 +0,45% ABEV3 R$ 16,08 +0,50% IBOVESPA 106.858,87 pts +1,70% GGBR4 R$ 28,50 +2,33% VALE3 R$ 75,77 +5,43%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Goldman: Probabilidade de BC levar IPCA de 2022 para meta é baixa

O banco cita que a autoridade monetária deve conduzir a taxa Selic para um terreno contracionista

Fachada do Goldman Sachs
Fachada do Goldman Sachs. Foto: Brendan McDermid/REUTERS

A probabilidade de o Banco Central conseguir levar a inflação à meta de 3,50% em 2022 é baixa neste momento, afirma o Goldman Sachs, em relatório.

O banco cita que a autoridade monetária deve conduzir a taxa Selic para um terreno contracionista já que o cenário para 2022 está sendo contaminado por significativos custos de produção, aumento rápido de serviços, riscos fiscais, efeitos de segunda ordem generalizados e pela inércia.

O IPCA-15 acelerou de 0,89% em agosto para 1,14% em setembro, no teto das expectativas da pesquisa do Projeções Broadcast. Também foi recorde para o mês desde o Plano Real e a maior taxa desde fevereiro de 201 (1,42%). Em 12 meses, o índice atingiu 10,05%.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos