ITUB4 R$ 23,54 -4,25% MGLU3 R$ 12,42 +0,89% DÓLAR R$ 5,65 +0,00% EURO R$ 6,57 -0,21% IBOVESPA 106.296,18 pts -1,34% BBDC4 R$ 20,45 -3,91% PETR4 R$ 27,18 -1,13% GGBR4 R$ 26,73 +0,72% ABEV3 R$ 15,00 -1,39% VALE3 R$ 76,08 +1,05%
ITUB4 R$ 23,54 -4,25% MGLU3 R$ 12,42 +0,89% DÓLAR R$ 5,65 +0,00% EURO R$ 6,57 -0,21% IBOVESPA 106.296,18 pts -1,34% BBDC4 R$ 20,45 -3,91% PETR4 R$ 27,18 -1,13% GGBR4 R$ 26,73 +0,72% ABEV3 R$ 15,00 -1,39% VALE3 R$ 76,08 +1,05%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Metais: cobre fecha em forte queda, de mais de 4%

  • Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre com entrega prevista para julho caiu 4,72%, a US$ 4,1780 por libra-peso.

(Estadão Conteúdo) – Os contratos futuros de cobre fecharam em forte queda hoje, de mais de 4%, em sessão que observa a crescente intervenção chinesa no mercado de metais. Além disso, o dólar pressiona os preços da commodity, cotada na moeda americana, após decisão hawkish do Federal Reserve (Fed), tornando o cobre mais caro para detentores de outras divisas.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre com entrega prevista para julho caiu 4,72%, a US$ 4,1780 por libra-peso. Já na London Metal Exchange (LME), o cobre para três meses recuava 5,06%, a US$ 9.178,00 por tonelada, às 14h39 (de Brasília).

A Comissão de Reforma e Desenvolvimento Nacional da China (NDRC, na sigla em inglês) confirmou hoje que trabalhará com outros departamentos para liberar reservas de cobre, alumínio e zinco, com objetivo de manter a oferta. Além disso, indicadores na China sugerem a atividade com retorno aos níveis pré-pandêmicos, o que tende a levar a uma estagnação na demanda, que foi fortemente impulsionada pela recuperação da atividade nos últimos meses.

“A política monetária mais rígida também está contribuindo para o declínio do dinamismo”, aponta o Commerzbank. Já o dólar opera em forte alta contra rivais, com o índice DXY, que mede a moeda ante seis rivais, acumulando ganhos desde que as projeções dos dirigentes do Fed indicaram uma alta nos juros dos Estados Unidos para 2023.

Entre outros metais negociados no pregão eletrônico da LME, no horário citado acima, a tonelada do zinco caía 4,45%, a US$ 2.889,50, a do estanho recuava 3,22%, a US$ 30.210,00, a do níquel perdia 2,66%, a US$ 17.160,00, a do chumbo recuava 3,50%, a US$ 2.125,00, e o alumínio perdia de 4,47%, a US$ 2.356,00.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos