Tempo Real

Metais: cobre avança 4%, apoiado por seguidas quedas do dólar

Na Comex, o cobre com entrega prevista para dezembro avançou 4,36%, a US$ 3,5450 por libra-peso

Metais: cobre avança 4%, apoiado por seguidas quedas do dólar
Foto: Envato Elements

O cobre fechou em forte alta nesta quarta-feira (26), apoiado pela desvalorização do dólar no mercado cambial, que torna o metal mais barato e atraente a detentores de outras divisas. Há ainda um sentimento mais otimista de investidores em relação à demanda chinesa, diante de sinalizações de reguladores do país por mais estímulos para apoiar os mercados locais, inclusive o imobiliário, importante para metais básicos.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre com entrega prevista para dezembro avançou 4,36%, a US$ 3,5450 por libra-peso. Na London Metal Exchange (LME), a tonelada do metal ganhava 3,27%, a US$ 7.761,50, por volta de 14h25 (de Brasília). Commodities cotadas em dólar, como o cobre, tiveram suporte do câmbio hoje, diante da quarta sessão seguida de recuo da moeda americana em comparação com rivais. O cenário macroeconômico também esteve favorável, após a China divulgar novas diretrizes para tentar atrair mais investimentos externos, com foco no setor manufatureiro.

A melhora de perspectiva para a demanda industrial chinesa oferece uma oportunidade de recuperação para metais básicos, destaca a ANZ, em relatório a clientes. O cenário na China contrasta, porém, com o do restante do mundo, cuja escassez de energia e juros mais elevados prejudicam a atividade manufatureira, lembra o banco neozelandês, que também adiciona a baixa oferta de metais como outro fator que pode sustentar os preços à frente.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Entre outros metais negociados na LME sob mesmo vencimento, no horário citado, a tonelada do alumínio saltava 5,30%, a US$ 2.332,50; a do chumbo avançava 1,29%, a US$ 1.891,00; a do níquel tinha alta de 0,91%, a US$ 22.725,00; a do estanho ganhava 2,62%, a US$ 18.985,00; e a do zinco subia 2,05%, a US$ 2.959,50.

Web Stories

Ver tudo
<
Novo aumento da gasolina? Entenda porque Petrobras pode mexer de novo no preço dos combustíveis
Bancos digitais: confira 5 contas que melhor pagam seus clientes
O que é BPC? Por que governo quer fazer pente-fino neste benefício social?
Mega-Sena: como aumentar minhas chances de vencer?
Mega Millions: como os brasileiros podem apostar?
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Quanto tempo dura a pensão por morte na união estável?
Saque-aniversário do FGTS: até quando nascidos em julho podem sacar o benefício?
MEI: últimos dias para aderir ao DET e evitar multas; veja como fazer
Quer investir em IA? Conheça o novo ETF que segue Nvidia e AMD
Não deixe na gaveta: notas antigas de Real saem de circulação; o que fazer?
Quem tem união estável tem direito à pensão por morte?
>