Tempo Real

Metais: cobre fecha em baixa, atento a sinais sobre demanda da China

Na Comex, o cobre para dezembro recuou 0,23%, a US$ 3,4155 por libra-peso

Metais: cobre fecha em baixa, atento a sinais sobre demanda da China
Foto: Pixabay

O cobre fechou em queda nesta segunda-feira (17), à medida que investidores atentaram para discursos e sinalizações sobre a economia da China no 20° Congresso do Partido Comunista, que começou ontem com discurso do presidente Xi Jinping. O mandatário enfatizou a importância da rígida política de covid-zero de seu governo, a qual considera bem-sucedida. As falas elevam o temor de que o principal comprador de cobre do mundo siga pressionando sua atividade com restrições contra a doença. Desta forma, nem a ampla fraqueza do dólar impediu recuo da maioria das commodities metálicas hoje.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre para dezembro recuou 0,23%, a US$ 3,4155 por libra-peso. Na London Metal Exchange (LME), a tonelada do metal para três meses caía 0,02%, a US$ 7.530,00, por volta de 14h30 (de Brasília).

Em discurso focado em questões políticas e militares, Xi Jinping falou sobre o “sucesso” da estratégia de covid-zero na China, que prevê quarentenas e testagem em massa diante da identificação de surtos localizados de coronavírus. A política sanitária rígida provocou fechamentos de diversas cidades chinesas este ano, comprimindo a atividade econômica.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Portanto, as falas de Xi “sugerem que a economia permanecerá limitada por restrições”, diz o TD Securities, que projeta crescimento de “apenas” 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB) chinês em 2022 e recuperação limitada no ano que vem.

Com a manutenção da política de covid-zero, o foco quanto à demanda chinesa por metais seguirá nos gastos e relaxamento de restrições no setor imobiliário. Há dúvida, porém, se os incentivos fiscais sinalizados por Pequim serão suficientes para compensar uma forte queda na demanda do Ocidente, alerta o banco canadense. “Neste contexto, o risco de alta no complexo de metais depende fortemente dos prêmios de risco da oferta”, completa.

Entre outros metais negociados na LME sob mesmo vencimento, no horário citado, a tonelada do alumínio tinha queda de 2,14%, a US$ 2.241,50; exceção, a do chumbo subia 0,22%, a US$ 2.039,50; a do níquel reduzia 0,69%, a US$ 21.650,00; a do estanho tinha baixa de 1,10%, a US$ 19.700,00; e a do zinco cedia 2,04%, a US$ 2.860,00.

Web Stories

Ver tudo
<
Novo aumento da gasolina? Entenda porque Petrobras pode mexer de novo no preço dos combustíveis
Bancos digitais: confira 5 contas que melhor pagam seus clientes
O que é BPC? Por que governo quer fazer pente-fino neste benefício social?
Mega-Sena: como aumentar minhas chances de vencer?
Mega Millions: como os brasileiros podem apostar?
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Quanto tempo dura a pensão por morte na união estável?
Saque-aniversário do FGTS: até quando nascidos em julho podem sacar o benefício?
MEI: últimos dias para aderir ao DET e evitar multas; veja como fazer
Quer investir em IA? Conheça o novo ETF que segue Nvidia e AMD
Não deixe na gaveta: notas antigas de Real saem de circulação; o que fazer?
Quem tem união estável tem direito à pensão por morte?
>