Publicidade

Tempo Real

Metais: ouro fecha em baixa, com dólar forte e CPI dos EUA no radar

Na Comex, o ouro com entrega prevista para dezembro fechou em baixa de 0,13%, a US$ 1.713,7 por onça-troy

Metais: ouro fecha em baixa, com dólar forte e CPI dos EUA no radar
Foto: Envato Elements

O contrato mais líquido do ouro fechou em baixa nesta quarta-feira (09), em sessão que repercute a apuração das eleições de meio de mandato nos Estados Unidos. As projeções de uma vitória republicana na Câmara dos Representantes indicam complicações para a agenda do presidente Joe Biden, ainda que o controle do Senado siga em aberto. Um dos resultados é uma alta do dólar, que pressiona o ouro, cotado na moeda americana. Amanhã, as atenções se voltam ainda para a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA em outubro.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para dezembro fechou em baixa de 0,13%, a US$ 1.713,7 por onça-troy.

Nas 35 cadeiras do Senado em disputa, até agora, houve apenas uma virada, na Pensilvânia, onde os democratas tomaram o assento ocupado pelo partido republicano. Há ainda cinco estados com resultados indefinidos, sendo que no Alasca dois candidatos republicanos lideram a disputa, segundo as projeções da imprensa americana. Já na Câmara, os republicanos lideram e devem tomar o controle dos democratas, embora por margem menor do que se esperava. Apesar da vantagem apertada, uma vitória republicana na Câmara significaria o fim da agenda doméstica do presidente Joe Biden e de potenciais mudanças grandes na política fiscal, segundo a Capital Economics.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Já o CPI deve ter avançado 0,6% em outubro ante setembro, de acordo com a mediana de analistas consultados pelo Projeções Broadcast. O número representaria uma aceleração após a alta mensal de 0,5% vista em setembro. Nas leituras anuais, a expectativa dos analistas é de avanço de 7,9% no índice cheio e de 6,5% no núcleo em outubro, depois de ganhos de 8,2% e 6,6%, respectivamente. O CPI, portanto, mostraria alguma perda de fôlego na comparação anual, mas ainda bastante distante da meta de 2% do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

Web Stories

Ver tudo
<
>