EURO R$ 6,26 +0,90% DÓLAR R$ 5,33 +0,91% ITUB4 R$ 27,15 -2,41% ABEV3 R$ 15,59 -0,95% MGLU3 R$ 16,05 -3,14% GGBR4 R$ 24,50 -0,41% IBOVESPA 108.842,94 pts -2,33% BBDC4 R$ 19,27 -3,75% PETR4 R$ 24,58 -1,40% VALE3 R$ 83,40 -3,19%
EURO R$ 6,26 +0,90% DÓLAR R$ 5,33 +0,91% ITUB4 R$ 27,15 -2,41% ABEV3 R$ 15,59 -0,95% MGLU3 R$ 16,05 -3,14% GGBR4 R$ 24,50 -0,41% IBOVESPA 108.842,94 pts -2,33% BBDC4 R$ 19,27 -3,75% PETR4 R$ 24,58 -1,40% VALE3 R$ 83,40 -3,19%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Pré-mercado: apetite a risco domina antes de BCE e balanços

No Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de Live sobre reforma tributária

Tela com as cotações de ativos na bolsa de valores
Tela com as cotações de ativos na bolsa de valores (Foto: Evanto Elements)

(Estadão Conteúdo) – Decisão de política monetária do BCE, seguida de entrevista de Christine Lagarde, concentra a atenção dos investidores, assim como os balanços nos EUA. No Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de Live sobre reforma tributária, enquanto a Economia apresenta Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do terceiro bimestre.

A Petrobras também informa dados de produção e vendas, após o fechamento do mercado. O apetite a risco continua no mercado internacional, à medida que alguns balanços corporativos do segundo trimestre apresentam resultados acima do esperado e os temores com os efeitos da cepa de covid-19 diminuem. Um bom retrato disso é o rendimento dos títulos americanos de dez anos, que avança. A expectativa de aprovação do pacote de infraestrutura nos EUA também fica no radar do mercado, após o presidente americano, Joe Biden, afirmar que a ajuda bipartidária deve ter novas resoluções até segunda-feira, 26, e que o pacote deverá ser aprovado. No entanto, investidores mantêm certo grau de cautela, já que ainda há temores de que a variante Delta do coronavírus prejudique a recuperação global.

Em meio a este quadro de incertezas, o BCE deve manter hoje os estímulos monetários. Além disso, em seu primeiro encontro após a revisão estratégica, a instituição deve mudar a linguagem do comunicado. Já o mercado doméstico pode pegar carona na tranquilidade externa, abrindo espaço para o Ibovespa buscar o forte nível de resistência dos 128 mil pontos. No entanto, a saída do patamar atual dos 125.929,25 pontos (fechamento de ontem) pode ser difícil, com possível volatilidade predominando, dadas as incertezas domésticas, especialmente na seara política.

Contudo, a força que o Centrão tende a ganhar no governo com mudanças em ministérios na próxima segunda-feira pode amainar o risco político, o que fica no radar dos investidores em meio a incertezas sobre a agenda de reformas. Essas dúvidas podem pesar no câmbio e também influenciar os juros futuros.

Para conter os desgastes com o Legislativo, o presidente Jair Bolsonaro tem sido pressionado pelo Centrão a mexer na articulação política do governo e a substituir os ministros da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, e da Secretaria-Geral Onyx Lorenzoni. Por isso, fará uma “pequena” mudança ministerial na segunda (26). Entre os nomes cotados para a Casa Civil está o do senador Ciro Nogueira (PI), presidente do Progressistas. “Eu não sabia, estou em choque. Fui atropelado por um trem, mas passo bem”, disse o general Ramos sobre demissão da Casa Civil.

O deputado Celso Sabino (PSDB-PA), relator do projeto que trata de mudanças no imposto de renda, disse que a matéria sob sua relatoria deve ser votada na Câmara antes do projeto que unifica PIS e Cofins com a criação da CBS. O YouTube apagou vídeos de Bolsonaro por informações incorretas sobre covid. A utilização de “emendas cheque em branco” – em que parlamentares transferem dinheiro para Estados e municípios sem carimbar no que as verbas serão utilizadas – é um retrocesso e repete os erros dos Anões do Orçamento.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos