Últimas notícias

Preços de commodities apresentam redução na margem, aponta Guillen

Guillen citou ainda melhora do cenário para fertilizantes, à medida que a Ucrânia conseguiu manter produção

Preços de commodities apresentam redução na margem, aponta Guillen
(Foto: Envato Elements)

Por Cícero Cotrim e Eduardo Rodrigues – O diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Diogo Guillen, disse há pouco que a sustentação da queda observada nos preços de commodities na margem vai depender de fatores macroeconômicos e microeconomicos à frente. Guillen participa na manhã de hoje de um webinar organizado pelo Credit Suisse.

De acordo com Guillen, o risco de uma recessão global é um dos fatores macroeconômicos que pesam para a desaceleração das commodities. Ao mesmo tempo, a redução das expectativas de crescimento da China e Estados Unidos ajuda a explicar o movimento, com impacto sobre os preços de commodities metálicas.

Guillen citou ainda entre os fatores uma melhora do cenário para fertilizantes, à medida que parte da Ucrânia conseguiu manter a produção. Em contrapartida, o economista nota que o mundo tem observado uma rodada de restrições à exportação de alimentos em países produtores, causando um choque incomum para a economia global.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

“Esse é um choque diferente. Pensando em preços agrícolas, você normalmente pensa em choques climáticos, choques de menor persistência, mas esse é um choque diferente, que diminui a eficiência de oferta e demanda no mercado de commodities agrícolas”, afirmou.