EURO R$ 6,20 +0,24% DÓLAR R$ 5,29 +0,00% MGLU3 R$ 16,57 +1,22% ABEV3 R$ 15,74 -2,29% ITUB4 R$ 27,82 -2,98% BBDC4 R$ 20,02 -3,90% GGBR4 R$ 24,60 -6,89% IBOVESPA 111.439,37 pts -2,07% VALE3 R$ 86,15 -2,22% PETR4 R$ 24,93 -5,36%
EURO R$ 6,20 +0,24% DÓLAR R$ 5,29 +0,00% MGLU3 R$ 16,57 +1,22% ABEV3 R$ 15,74 -2,29% ITUB4 R$ 27,82 -2,98% BBDC4 R$ 20,02 -3,90% GGBR4 R$ 24,60 -6,89% IBOVESPA 111.439,37 pts -2,07% VALE3 R$ 86,15 -2,22% PETR4 R$ 24,93 -5,36%
Delay: 15 min
Áudio

As novas mudanças no PIX

O Minuto E-Investidor está no YouTube e também na Rádio Eldorado FM 107,3

O Banco Central anunciou uma série de mudanças para melhorias do meio de pagamento Pix.

Como as transferências instantâneas se popularizaram rapidamente no Brasil, muitos criminosos têm se aproveitado da adesão do consumidor para passar novos golpes.

Para reforçar a segurança da ferramenta, o BC informou que será estabelecido um limite de R$ 1.000 para operações entre pessoas físicas no período noturno, que consiste entre às 20 horas da noite e 6 horas da manhã do dia seguinte. A mesma medida será aplicada para as transferências interbancárias, Pix, cartões de débito e liquidação de TEDs.

E tem mais. Agora, se você pedir um aumento de limite para esse tipo de transação por algum canal digital, a efetivação só será liberada em um prazo de até 48 horas. Dessa forma, em caso de situação de risco, como um assalto ou sequestro, por exemplo, o risco de perder dinheiro é menor.

Esse foi mais um boletim. Eu sou Valéria Bretas, editora-chefe do Estadão Investidor. Até a próxima!

 

Conteúdos e análises exclusivas para ajudar você a investir. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos