EURO R$ 6,25 +0,76% DÓLAR R$ 5,33 +0,80% ITUB4 R$ 27,30 -1,87% MGLU3 R$ 16,06 -3,08% ABEV3 R$ 15,68 -0,38% GGBR4 R$ 24,45 -0,61% IBOVESPA 108.843,74 pts -2,33% BBDC4 R$ 19,31 -3,55% PETR4 R$ 24,80 -0,52% VALE3 R$ 83,82 -2,70%
EURO R$ 6,25 +0,76% DÓLAR R$ 5,33 +0,80% ITUB4 R$ 27,30 -1,87% MGLU3 R$ 16,06 -3,08% ABEV3 R$ 15,68 -0,38% GGBR4 R$ 24,45 -0,61% IBOVESPA 108.843,74 pts -2,33% BBDC4 R$ 19,31 -3,55% PETR4 R$ 24,80 -0,52% VALE3 R$ 83,82 -2,70%
Delay: 15 min

Como controlar as emoções ao investir

Marcelo Biasoli é executivo do mercado financeiro com experiência em liderar áreas de Inovação, Estratégia, Desenvolvimento de Negócios e Marketing. Também é coach com conhecimento e paixão pelo desenvolvimento humano e neurociência aplicada aos negócios, combinando as competências de future thinking, criatividade e intraempreendedorismo para impulsionar investimentos e acelerar negócios.

Escreve mensalmente, às quartas-feiras

Marcelo Biasoli

Por que as Martechs estão chamando a atenção dos investidores

O termo é usado para classificar as empresas que utilizam a tecnologia para entregar experiências aos clientes

(Foto: Envato Elements)
  • De acordo com a empresa de consultoria BDO, o mercado mundial de Martechs é estimado em US$ 121 bilhões e os investimentos globais em empresas desse segmento aumentaram mais de 20% nos últimos anos
  • Em países da América do Norte e Reino Unido, os gastos com Martechs quase dobraram em apenas dois anos
  • No Brasil esse cenário segue a mesma tendência. De acordo com a empresa Distrito, em 2020 as empresas do segmento receberam US$ 199,8 milhões em investimentos

Para sustentar o ritmo acelerado da transformação nos negócios e as implicações nos investimentos, é fundamental fazer uma pausa. De tempos em tempos, vale observar o que está funcionando, o impacto das tendências nos diversos segmentos e como os novos atores movimentam os mercados e a economia.

Essa reflexão vale a pena para conhecer o mercado de “Martechs”. O termo é utilizado para classificar as empresas que possuem em seu core business o marketing, a comunicação e que utilizam a tecnologia para, através do uso de informação, promover experiências e conexão com os consumidores.

De acordo com a empresa de consultoria BDO, o mercado mundial de Martechs é estimado em US$ 121 bilhões e os investimentos globais em empresas desse segmento aumentaram mais de 20% nos últimos anos, à medida que as empresas buscam vantagem competitiva e maior eficiência na economia digital.

Em países da América do Norte e Reino Unido, os gastos com Martechs quase dobraram em apenas dois anos. No Brasil esse cenário segue a mesma tendência. De acordo com a empresa Distrito, em 2020 as empresas do segmento receberam US$ 199,8 milhões em investimentos, o que mostra um crescimento significativo se comparado com o volume de US$ 7 milhões em 2011. Foram 22 transações de fusões e aquisições no ecossistema, 83% superior ao total de transações realizadas em 2019.

De acordo com Gustavo Araújo, founder da Distrito, não é só o volume de investimentos que começou a crescer no Brasil: a adoção de plataformas de automação de marketing por grandes empresas também está aumentando. Muito mais do que um simples aplicativo que opera uma tarefa específica, esses softwares integram ferramentas para disparo de e-mails marketing e gestão de mídias sociais, templates de formulários, pop-ups e landing pages, relatórios e análises de resultados, recursos para otimização de páginas de sites e inclusive cursos voltados à evolução dos profissionais do mercado digital.

Os dados deixam clara a necessidade dos grandes players de encontrar soluções capazes de entender e alcançar seus clientes de diferentes maneiras, e de modo mais eficiente.

As empresas que atuam nesse mercado têm desenvolvido modelos de negócio e ferramentas para aprofundar o conhecimento das necessidades dos consumidores, enquanto buscam fomentar a conexão humana.

Em uma pesquisa realizada pelo Gartner sobre tendências de Marketing, algumas chamam a atenção. Uma delas está conectada aos valores. A expectativa é que em 2022, um terço do orçamento de comunicação nas empresas, relacionado a gestão de crise, será usado para responder ao ativismo dos funcionários. Esse pode ser o ano para as empresas restabelecerem seus valores essenciais, tanto interna quanto externamente. Outra tendência está relacionada aos modelos de negócio.

Em 2025, 20% da receita BtoC virá de modelos de receita recorrentes, causando mudanças profundas nas estratégias de marketing, gastos e canais. Ao mesmo tempo em que o comportamento omnicanal dos consumidores conduzirá 60% das marcas BtoC em direção a uma estrutura organizacional funcional, em vez de baseada em canais.

Novos modelos de negócio começam a surgir e chamar a atenção de investidores. É o caso da adoção de novas tecnologias como o blockchain para desenhar novos produtos e criar mercados. Um exemplo dessa tendência é o NFT, sigla em português para “token não-fungível”. É um sistema de autenticação de qualquer arquivo digital que é 100% único, não pode ser forjado e, graças à blockchain, torna-se seguro, rastreável e público.

Leia também:O que são NFTs e quais os novos nomes da criptoarte?

A tecnologia vem se popularizando após várias transações recentes e tem sido utilizada cada vez mais no marketing. Pizza Hut, MacDonald’s, Taco Bell, entre outras são exemplos de empresas vem utilizando essa tecnologia.

Outra tendência que se mostra presente é a aproximação de empresas de comunicação com iniciativas de educação, ou seja, para comunicar novos modelos de negócio, mudanças e transformações nos mercados, as empresas de comunicação passam a ter o desafio também de educar os funcionários das empresas e os consumidores sobre essas transformações. Uma das empresas que vem atuando com essa abordagem é a Talle, uma martech global que utiliza ferramentas de comunicação para traduzir e impulsionar os conteúdos dos mercados financeiro e de tecnologia para os consumidores.

“A mudança é o fato dominante da vida em todas as empresas hoje. E a capacidade de dominar e explorar a mudança tornou-se uma das habilidades de gestão mais procuradas. Isso é particularmente verdadeiro no marketing, onde o próprio ritmo das mudanças está constantemente acelerado”.

Essa frase foi escrita por John D. Louth em um artigo da McKinsey em setembro de 1966 e é impressionante como reflete a realidade atualmente. As empresas que atuam nesse mercado são atores importantes na velocidade da transformação e no auxílio do consumidor para compreender as mudanças no mundo atual. Fica a dica!

 

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos