EURO R$ 5,54 -0,17% MGLU3 R$ 2,43 -0,40% ITUB4 R$ 23,58 +0,98% DÓLAR R$ 5,23 -0,21% BBDC4 R$ 18,17 +1,79% IBOVESPA 100.763,60 pts +2,12% VALE3 R$ 78,05 +5,19% GGBR4 R$ 23,50 +1,94% PETR4 R$ 27,98 +6,96% ABEV3 R$ 13,72 +0,95%
EURO R$ 5,54 -0,17% MGLU3 R$ 2,43 -0,40% ITUB4 R$ 23,58 +0,98% DÓLAR R$ 5,23 -0,21% BBDC4 R$ 18,17 +1,79% IBOVESPA 100.763,60 pts +2,12% VALE3 R$ 78,05 +5,19% GGBR4 R$ 23,50 +1,94% PETR4 R$ 27,98 +6,96% ABEV3 R$ 13,72 +0,95%
Delay: 15 min
Criptomoedas

Criptomoedas foram incluídas nas sanções contra Rússia, diz UE

Segundo a União Europeia, os ativos criptográficos também são considerados “títulos transferíveis”

Criptomoedas foram incluídas nas sanções contra Rússia, diz UE
As criptomoedas foram incluídas nos bloqueios econômicos contra a Rússia, informou a União Europeia (Foto: Envato Elements)
  • Os especialistas especulavam que, com as sanções econômicas, a Rússia conseguiria driblar as medidas por meio de transferências em criptomoedas
  • No entanto, um comunicado publicado nesta quarta-feira (9) pela União Europeia informou que as transferências de criptomoedas também foram incluídas nas medidas

As transações de criptomoedas foram incluídas nas sanções contra a Rússia por iniciar uma guerra contra a Ucrânia. É o que informou um comunicado publicado pela União Europeia nesta quarta-feira (9). De acordo com o site norte-americano Business Insider, o grupo econômico afirmou que os ativos criptográficos também são considerados “títulos transferíveis”.

Nas últimas semanas, alguns países europeus e os Estados Unidos anunciaram diversas sanções econômicas contra a Rússia como resposta aos bombardeiros no território da Ucrânia. Uma delas foi a expulsão de sete bancos russos do sistema de comunicação interbancário mundial, o Swift.

Alguns especialistas especulavam que, com a exclusão do sistema, a Rússia poderia driblar o bloqueio por meio das criptomoedas. No entanto, de acordo com o Business, a União Europeia ressaltou, por meio de comunicado, que as criptomoedas foram enquadradas nas sanções contra o país do leste europeu justamente por serem consideradas como “títulos transferíveis”. Os empréstimos e créditos entregues em criptomoedas também foram incluídos nas medidas.

Mesmo sem as sanções, alguns especialistas já acreditavam que as criptomoedas não seriam capazes de contornar as medidas econômicas contra a Rússia. “Não há muito que a Rússia possa fazer internamente, dada a natureza interconectada da economia global”, disse Ari Redbord, chefe de assuntos jurídicos e governamentais da empresa de blockchain e gerenciamento de risco TRM Labs, em entrevista ao Business Insider.

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos