Educação Financeira

Perguntamos ao ChatGPT sobre finanças. E ele acertou

Perguntamos ao ChatGPT sobre educação financeira, como organizar as dívidas ou fazer um investimento

Perguntamos ao ChatGPT sobre finanças. E ele acertou
Respostas do ChatGPT sobre finanças são "impressionantes", avalia educador financeiro. Foto: REUTERS/Florence Lo
  • O ChatGPT é um sistema de inteligência artificial (IA), lançado ao público no dia 30 de novembro do ano passado, que vem ganhando grande relevância em 2023 por sua capacidade de responder, em texto, milhares de perguntas
  • Com a ajuda de um educador financeiro, selecionamos algumas das principais dúvidas sobre finanças para “testar” os conhecimentos da IA
  • As respostas de educação financeira são impressionantes, mas as relacionadas à bolsa ainda não substitutem os assessores especializados

“Organizar suas finanças pode parecer desafiador, mas é essencial para ter controle sobre suas despesas, economizar dinheiro e alcançar seus objetivos financeiros.”

“Defina seus objetivos financeiros, aprenda sobre investimentos, estude sobre diversificação para minimizar os riscos e maximizar os retornos de seus investimentos.”

“É importante que o investidor estude bem as características e os riscos de cada tipo de investimento antes de investir.”

Publicidade

Conteúdos e análises exclusivas para ajudar você a investir. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Quem acompanha o mercado já ouviu ou leu alguns dos mandamentos das frases acima. São dicas comuns de educação financeira para investidores de primeira viagem, que poderiam estar presentes em diversas páginas de conteúdos, sites de notícias e em materiais de corretoras e casas de investimentos. Mas quem escreveu foi o ChatGPT.

O ChatGPT é um sistema de inteligência artificial (IA) lançado ao público no dia 30 de novembro do ano passado, que vem ganhando grande relevância em 2023 por sua capacidade de responder, em texto, milhares de perguntas. O serviço ainda está em fase de treinamento, mas já oferece 49 funções. Ele é capaz de criar textos complexos sobre qualquer tema – inclusive do mundo dos investimentos.

O E-Investidor, com a ajuda do educador financeiro e especialista em investimentos da Ágora Investimentos Eduardo Reis Filho, selecionou algumas das principais dúvidas sobre finanças para “testar” os conhecimentos da IA.

Perguntamos sobre educação financeira, como organizar o pagamento de dívidas, como fazer o primeiro investimento. O Chat produziu dicas e até uma espécie de tutorial para quem está começando em qualquer um desses objetivos.

Respostas “impressionantes”, nas palavras do educador da Ágora. “Não dá para perceber que não é uma escrita humana, que é feita por uma inteligência artificial. De forma geral, os textos ficam excelentes. Bem impressionante”, disse Reis Filho.

O chat utiliza o GPT (sigla para Generative Pre-trained Transformer), modelo de linguagem criado pela empresa OpenAI, a partir do qual a ferramenta consegue analisar milhões de textos, de artigos do Wikipédia a posts em redes sociais, e outros tipos de dados. Por isso as respostas conseguem reunir um bom conteúdo, explica o especialista da Ágora.

Publicidade

Quando passamos para os temas do mercado financeiro, o ChatGPT já não dá respostas tão contundentes. Questionamos sobre o escândalo contábil na Americanas (AMER3), o maior acontecimento na Bolsa brasileira em 2023 até aqui. A resposta: “Não há um evento específico recente que tenha acontecido com a Americanas, já que se trata de uma das maiores empresas de varejo do Brasil, com uma história de mais de 90 anos.”

A programação de linguagem do Chat foi construída até setembro de 2021, por isso não consegue reunir as informações mais recentes sobre o que aconteceu na companhia.

E quando questionado sobre o que o investidor deve fazer com as ações da varejista, uma pergunta que rodou o mercado neste início de 2023, o ChatGPT sabe o seu lugar: “Não posso oferecer conselhos financeiros específicos sobre a compra ou venda de ações da Americanas (AMER3), pois isso requer uma análise mais profunda do mercado, do histórico da empresa e de suas perspectivas futuras”, devolve.

Uma indicação positiva e que reforça que, mesmo produzindo respostas complexas e explicativas sobre temas de educação financeira, investidores não devem apostar todas as fichas de seus investimentos no diálogo com a IA. A avaliação especializada de assessores e profissionais do mercado, que acompanham o dia a dia do mundo dos investimentos, ainda tem seu lugar.

“Em geral, é excelente a produção do texto”, diz Eduardo Reis Filho. “Mas não posso deixar de observar a importância de passar pelo crivo de um especialista naquele determinado assunto, para que o investidor não caia em algum erro quando falamos de investimentos e educação financeira.”

Publicidade

Veja as perguntas feitas e as respostas completas do ChatGPT:

O que é educação financeira?

ChatGPT – “Educação financeira é o processo de aprendizado e desenvolvimento de habilidades relacionadas ao gerenciamento de dinheiro e recursos financeiros. É uma habilidade essencial para a vida que envolve entender como administrar seu dinheiro, fazer um orçamento, economizar, investir e planejar seu futuro financeiro de forma inteligente.

A educação financeira também envolve o conhecimento de conceitos e práticas financeiras, como juros, empréstimos, crédito, impostos, inflação e investimentos. Além disso, a educação financeira enfatiza a importância do desenvolvimento de hábitos financeiros saudáveis, como evitar dívidas desnecessárias, controlar gastos excessivos e tomar decisões financeiras baseadas em metas de longo prazo.

Através da educação financeira, as pessoas são capacitadas a tomar decisões financeiras mais informadas e a alcançar seus objetivos financeiros de forma mais eficaz, como a compra de uma casa, o pagamento de dívidas, a construção de uma reserva financeira para emergências e a aposentadoria.”

Como organizo minhas finanças?

ChatGPT – “Organizar suas finanças pode parecer desafiador, mas é essencial para ter controle sobre suas despesas, economizar dinheiro e alcançar seus objetivos financeiros. Aqui estão algumas etapas simples que você pode seguir para começar a organizar suas finanças:

1. Faça um orçamento: Comece listando todas as suas receitas e despesas em uma planilha ou aplicativo de controle financeiro. Certifique-se de incluir todas as suas despesas regulares, como aluguel, contas de serviços públicos, alimentação, transporte e dívidas. Em seguida, subtraia suas despesas de suas receitas para determinar quanto dinheiro você tem disponível para economizar ou gastar em outras coisas.

2. Estabeleça metas financeiras: Defina objetivos financeiros realistas e mensuráveis, como economizar para uma viagem, um carro ou uma casa própria. Esses objetivos ajudarão você a manter o foco e a motivação para economizar dinheiro e gerenciar suas finanças com mais eficiência.

Publicidade

3. Crie um sistema de controle financeiro: Mantenha um registro das suas despesas diárias, como compras no supermercado ou contas de restaurantes, e categorize-as em sua planilha de controle financeiro. Isso ajudará você a identificar onde está gastando mais dinheiro e onde pode reduzir seus gastos.

4. Economize regularmente: Reserve uma quantia fixa ou porcentagem do seu salário para economizar todo mês. Isso ajudará você a construir uma reserva financeira para emergências e a alcançar seus objetivos financeiros de longo prazo.

5. Use o crédito com sabedoria: Se você usa cartões de crédito, certifique-se de pagá-los integralmente todos os meses para evitar juros e taxas adicionais. Considere consolidar suas dívidas em um único empréstimo com juros mais baixos.

6. Reavalie e ajuste regularmente: Monitore regularmente suas finanças e faça ajustes em seu orçamento conforme necessário. Revise suas metas financeiras e ajuste-as à medida que você alcança seus objetivos ou enfrenta mudanças em sua situação financeira.

Seguir essas etapas pode ajudá-lo a organizar suas finanças e a alcançar uma vida financeira mais saudável e equilibrada.”

Como sair das dívidas?

ChatGPT – “Sair das dívidas pode ser um desafio, mas é possível se você estiver comprometido em fazer mudanças em seus hábitos financeiros e estiver disposto a trabalhar duro. Aqui estão algumas etapas que podem ajudar:

Publicidade

1. Conheça suas dívidas: Faça uma lista de todas as suas dívidas, incluindo o saldo atual, a taxa de juros e a data de vencimento. Isso ajudará você a ter uma visão geral da sua situação financeira e a desenvolver um plano para sair das dívidas.

2. Reduza seus gastos: Corte gastos desnecessários, como refeições fora de casa, assinaturas de serviços que você não usa, compras supérfluas, entre outros. Use o dinheiro economizado para pagar suas dívidas.

3. Priorize suas dívidas: Coloque as dívidas com as taxas de juros mais altas no topo da sua lista de prioridades. Isso ajudará a reduzir os custos com juros e acelerar o pagamento da dívida.

4. Faça pagamentos extras: Faça pagamentos extras sempre que puder para acelerar o pagamento da dívida. Considere a possibilidade de fazer pagamentos quinzenais em vez de mensais, o que pode ajudar a reduzir os juros ao longo do tempo.

5. Consolide suas dívidas: Considere consolidar suas dívidas em um único empréstimo com juros mais baixos. Isso pode ajudar a reduzir os custos com juros e tornar mais fácil o gerenciamento de suas dívidas.

Publicidade

6. Busque ajuda profissional: Se você está lutando para sair das dívidas, considere buscar ajuda profissional de uma empresa de aconselhamento financeiro ou um consultor financeiro. Eles podem ajudá-lo a desenvolver um plano de pagamento de dívidas personalizado e a fornecer orientações para alcançar seus objetivos financeiros.

Sair das dívidas requer esforço, paciência e disciplina. Mas, seguindo essas etapas, você pode criar um plano de pagamento de dívidas eficaz e alcançar a liberdade financeira.”

Como fazer o meu primeiro investimento?

ChatGPT – “Fazer o primeiro investimento pode parecer intimidante, mas é uma etapa importante para alcançar seus objetivos financeiros de longo prazo. Aqui estão algumas etapas que podem ajudá-lo a dar os primeiros passos:

1. Defina seus objetivos financeiros: Antes de começar a investir, defina seus objetivos financeiros de longo prazo. Isso pode incluir economizar para a aposentadoria, comprar uma casa, uma viagem, entre outros.

2. Aprenda sobre investimentos: Antes de investir, é importante entender os diferentes tipos de investimentos e os riscos e benefícios associados a cada um. Leia livros, artigos e acompanhe as notícias financeiras para se informar sobre os diferentes tipos de investimentos.

3. Estude sobre diversificação: A diversificação é importante para minimizar os riscos e maximizar os retornos de seus investimentos. Estude sobre como investir em diferentes classes de ativos, como ações, títulos, fundos mútuos e outros.

4. Defina sua tolerância ao risco: Antes de investir, é importante entender sua tolerância ao risco. Investimentos de alto risco podem gerar maiores retornos, mas também envolvem maiores riscos. Certifique-se de investir em produtos financeiros que estejam alinhados com sua tolerância ao risco.

5. Abra uma conta em uma corretora: Abra uma conta em uma corretora de valores ou banco de investimento para começar a investir. Certifique-se de escolher uma corretora confiável e com taxas competitivas.

6. Comece com pequenos investimentos: Comece investindo pequenas quantias em seus primeiros investimentos. À medida que você se familiariza com o mercado financeiro e ganha mais experiência, você pode aumentar seus investimentos.

7. Monitore seus investimentos: Monitore regularmente seus investimentos e faça ajustes conforme necessário. Reavalie seus objetivos financeiros e estratégias de investimento e faça mudanças quando necessário.

Fazer o primeiro investimento pode ser uma experiência empolgante e gratificante, mas lembre-se de que o investimento envolve riscos. Certifique-se de entender bem os riscos e benefícios antes de começar e nunca invista mais do que você está disposto a perder.”

Quais as opções de investimentos regulamentadas no Brasil?

ChatGPT – “No Brasil, existem diversas opções de investimentos regulamentadas que são oferecidas por instituições financeiras autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pelo Banco Central do Brasil (BCB). Algumas das principais opções são:

1. Poupança: É uma das opções mais populares de investimento, oferecida pelos bancos. A rentabilidade é determinada pelo Banco Central e é calculada mensalmente.

2. Títulos públicos: São emitidos pelo Tesouro Nacional e são considerados um dos investimentos mais seguros no Brasil. O investidor pode escolher entre diferentes tipos de títulos, com diferentes prazos e taxas de juros.

3. Fundos de investimento: São veículos de investimento que reúnem recursos de diversos investidores e os aplicam em diferentes ativos financeiros, como ações, títulos, moedas e outros.

4. Ações: São títulos que representam uma parte do capital de uma empresa. Os investidores compram ações na expectativa de obterem lucros com a valorização do preço das ações ou com o recebimento de dividendos.

5. Fundos imobiliários: São fundos de investimento que investem em empreendimentos imobiliários, como edifícios comerciais, shoppings e galpões.

6. Certificados de depósito bancário (CDBs): São títulos emitidos pelos bancos que oferecem uma taxa de juros fixa ou variável e podem ter diferentes prazos de vencimento.

7. Letras de crédito imobiliário (LCI) e letras de crédito do agronegócio (LCA): São títulos emitidos pelos bancos para financiar projetos imobiliários ou agrícolas e são isentos de imposto de renda para pessoas físicas.

8. Debêntures: São títulos emitidos por empresas para captar recursos no mercado financeiro. Os investidores em debêntures recebem juros periódicos e o principal no vencimento.

Essas são apenas algumas das opções de investimentos regulamentadas disponíveis no Brasil. É importante que o investidor estude bem as características e os riscos de cada tipo de investimento antes de investir.”

Investir é arriscado?

ChatGPT – “Sim, investir envolve riscos e é importante que o investidor esteja ciente disso. O risco de investimento é a possibilidade de perder parte ou todo o dinheiro investido, devido a flutuações no mercado financeiro, eventos imprevisíveis ou falência da empresa em que se investiu, entre outros fatores.

No entanto, é importante ressaltar que o risco é inerente a qualquer investimento, inclusive os mais conservadores, como a poupança ou os títulos públicos. Investimentos que oferecem maior potencial de retorno geralmente envolvem maior risco, como as ações ou os fundos de investimento em ações.

Para minimizar os riscos, é importante que o investidor faça uma análise cuidadosa dos investimentos antes de investir. Isso inclui estudar o histórico de rentabilidade, os riscos envolvidos, a liquidez, as taxas cobradas e outros fatores relevantes.

Além disso, é importante que o investidor diversifique seus investimentos, investindo em diferentes classes de ativos, como ações, títulos, fundos imobiliários, entre outros. Dessa forma, é possível minimizar os riscos e maximizar os retornos a longo prazo.

Em resumo, investir pode ser arriscado, mas é importante que o investidor faça uma análise cuidadosa dos investimentos e diversifique sua carteira para minimizar os riscos.”

O que aconteceu com a Americanas?

ChatGPT – “Não há um evento específico recente que tenha acontecido com a Americanas, já que se trata de uma das maiores empresas de varejo do Brasil, com uma história de mais de 90 anos. No entanto, é possível mencionar alguns eventos relevantes em sua história recente:

Em 2019, a Americanas anunciou uma fusão com a empresa de comércio eletrônico B2W, dona das marcas Submarino, Shoptime e Sou Barato. A fusão criou uma das maiores empresas de e-commerce da América Latina, com uma base de mais de 30 milhões de clientes ativos.

Em 2020, a Americanas anunciou uma nova estratégia de negócios, com o objetivo de se tornar uma “plataforma de varejo digital”, oferecendo serviços financeiros, de logística, de entregas e de tecnologia para outras empresas.

Em 2021, a Americanas lançou uma nova plataforma de pagamentos, chamada “Ame Digital”, que permite aos usuários fazerem compras em lojas físicas e online, pagando com créditos que podem ser acumulados em compras anteriores.

Esses são alguns dos eventos recentes relacionados à Americanas, que demonstram a busca constante da empresa por inovação e por se adaptar às mudanças do mercado.”

O que faço com as ações da Americanas (AMER3)?

ChatGPT – “Como um modelo de linguagem, não posso oferecer conselhos financeiros específicos sobre a compra ou venda de ações da Americanas (AMER3), pois isso requer uma análise mais profunda do mercado, do histórico da empresa e de suas perspectivas futuras. No entanto, posso fornecer algumas informações que podem ajudá-lo a tomar uma decisão informada:

Antes de tomar qualquer decisão sobre a compra ou venda de ações, é importante entender seus objetivos de investimento e sua tolerância ao risco. É recomendável consultar um profissional de investimentos para ajudá-lo a tomar a melhor decisão com base em sua situação financeira pessoal.

Ao avaliar as ações da Americanas, é importante considerar a situação atual da empresa, seu histórico de desempenho financeiro e suas perspectivas futuras. A empresa tem passado por uma transformação em sua estratégia de negócios, com o objetivo de se tornar uma “plataforma de varejo digital”, o que pode afetar seu desempenho no longo prazo.

Além disso, é importante avaliar o desempenho atual do mercado de ações em geral e do setor em que a Americanas atua. É recomendável fazer uma análise cuidadosa da empresa e do mercado antes de tomar qualquer decisão sobre a compra ou venda de ações.

Lembre-se de que a compra e venda de ações envolve riscos e pode resultar em perdas financeiras. É importante ter uma abordagem de investimento de longo prazo e diversificar seus investimentos em várias empresas e setores.”

Quais eventos impactaram o desempenho da Bolsa de Valores brasileira em 2022?

ChatGPT – “Como um modelo de linguagem treinado até setembro de 2021, não tenho informações precisas sobre eventos que ocorrerão após essa data. No entanto, posso falar sobre alguns eventos que impactaram o desempenho da Bolsa de Valores brasileira em 2021.

Em 2021, a Bolsa de Valores brasileira (B3) foi impactada por diversos eventos, incluindo:

1. A pandemia de Covid-19 e suas consequências econômicas, que afetaram o desempenho de diversas empresas e setores da economia. Em geral, a Bolsa de Valores brasileira teve um desempenho volátil em 2021, refletindo as incertezas relacionadas à pandemia.

2. A crise energética no Brasil, que afetou especialmente o setor elétrico e levou a aumentos no preço da energia elétrica. Essa crise teve impacto sobre o desempenho de empresas ligadas ao setor elétrico, como as empresas de energia elétrica e as indústrias que dependem de energia para sua produção.

3. As eleições presidenciais de 2022, que geraram incertezas políticas e econômicas. Essas incertezas se refletiram na Bolsa de Valores brasileira, com a volatilidade aumentando em períodos eleitorais.

4. A alta da inflação no Brasil, que gerou preocupações sobre a possibilidade de aumento da taxa de juros pelo Banco Central. A elevação da taxa de juros pode ter impacto sobre o desempenho de empresas que dependem de financiamento, como as empresas do setor imobiliário.

Esses são alguns dos eventos que impactaram o desempenho da Bolsa de Valores brasileira em 2021. É importante lembrar que a Bolsa de Valores é um mercado volátil e influenciado por diversos fatores, e que o desempenho passado não é garantia de desempenho futuro.”

Como ficam as ações das empresas estatais brasileiras no novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT)?

ChatGPT – “As ações das empresas estatais brasileiras tiveram desempenhos variados durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que governou o Brasil de 2003 a 2010.

Durante o governo Lula, houve uma forte ênfase na promoção do desenvolvimento econômico do País, o que incluiu investimentos em infraestrutura e a expansão das empresas estatais em setores estratégicos. Isso levou a uma série de iniciativas, incluindo a criação da Petrobras Biocombustíveis e a expansão da participação da Caixa Econômica Federal em setores como o financiamento imobiliário.

No entanto, as ações das empresas estatais brasileiras enfrentaram desafios durante o governo de Lula. Em 2008, houve uma crise financeira global que afetou significativamente as empresas estatais brasileiras, especialmente a Petrobras (PETR4), que enfrentou problemas financeiros e de governança.

Além disso, houve preocupações em relação à interferência política na gestão das empresas estatais durante o governo de Lula. Isso levantou questões sobre a eficiência e a transparência da gestão dessas empresas, o que pode ter afetado o desempenho de suas ações.

No geral, o desempenho das ações das empresas estatais brasileiras durante o governo de Lula foi influenciado por uma série de fatores, incluindo a ênfase na promoção do desenvolvimento econômico do país, a crise financeira global e preocupações sobre a interferência política na gestão dessas empresas.”

Web Stories

Ver tudo
<
Golpes eletrônicos: confira 7 golpes digitais para roubar o seu dinheiro
Ataque cibernético: relembre 7 sabotagens que afetaram o mercado financeiro
Como investir em IA para ganhar dinheiro?
5 passos para planejar a independência financeira dos seus filhos
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Reforma tributária: quais alimentos terão imposto zerado ou reduzido? Confira lista
Voo cancelado pelo apagão cibernético? Veja o que fazer
Apagão cibernético: veja quais bancos brasileiros foram afetados
Novo aumento da gasolina? Entenda porque Petrobras pode mexer de novo no preço dos combustíveis
Bancos digitais: confira 5 contas que melhor pagam seus clientes
O que é BPC? Por que governo quer fazer pente-fino neste benefício social?
Mega-Sena: como aumentar minhas chances de vencer?
>

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos