EURO R$ 6,06 +0,45% DÓLAR R$ 5,36 +0,38% ITUB4 R$ 26,80 -0,56% MGLU3 R$ 79,25 -0,19% BBDC4 R$ 21,94 -2,27% IBOVESPA 99.160,33 pts -0,61% PETR4 R$ 22,21 +0,32% GGBR4 R$ 16,06 +0,06% ABEV3 R$ 14,62 -0,14% VALE3 R$ 56,40 -0,04%
EURO R$ 6,06 +0,45% DÓLAR R$ 5,36 +0,38% ITUB4 R$ 26,80 -0,56% MGLU3 R$ 79,25 -0,19% BBDC4 R$ 21,94 -2,27% IBOVESPA 99.160,33 pts -0,61% PETR4 R$ 22,21 +0,32% GGBR4 R$ 16,06 +0,06% ABEV3 R$ 14,62 -0,14% VALE3 R$ 56,40 -0,04%
Delay: 15 min
Investimentos

Fundos domésticos superam desempenho de carteiras internacionais

Rentabilidade com ativos locais já chegam a até 9,70%

Imagem ilustrativa de investidores analisando alta de ações
Imagem ilustrativa de investidores (Foto: Pixabay)
  • As carteiras de investimento no exterior tiveram ganho médio de 7,85% em abril até dia 17
  • Gestora americana Franklin Templeton aponta perspectivas mais positivas para médio e longo prazo
  • Analistas consideram mais alguns meses de volatilidade nos mercados

Após uma reação mais tímida no início de abril, os fundos de ações com ativos locais conseguiram superar o desempenho das carteiras com papéis internacionais. Enquanto os domésticos mostram rentabilidade entre 8,06% e 9,70% no mês até o dia 17, os do exterior tiveram ganho médio de 7,85% no mesmo período. Os dados são do boletim diário de fundos de investimentos divulgado nesta quinta-feira (23) pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Depois do tombo maior em março (-29,9% no Ibovespa) dos ativos locais, ante a queda de 28,76% dos fundos de ativos internacionais no mês passado, a reação dos dois segmentos está mais equilibrada em abril – até o dia 17.

Em relatório divulgado pela gestora americana Franklin Templeton, os analistas avaliaram a recuperação dos mercados com uma comparação com letras do alfabeto. No cenário base, em forma de U, eles apontam o declínio e recuperação graduais e sem um caminho claro.

No caso otimista, em forma de V, há um declínio econômico acentuado, mas breve, com um caminho claramente definido. No pessimista, a gestora espera um cenário em forma de L, com eventual recuperação no futuro, segundo o documento.

A Franklin Templeton diz que prefere um cenário em forma de U, mas provavelmente com alguns altos e baixos significativos durante a fase de retomada. “A demora para a recuperação se dá em decorrência da probabilidade do choque de demanda levar tensões a empresas e famílias que, por sua vez, elevam o desemprego e a inadimplência”, descreve o relatório.

Os analistas completam que estão começando lentamente a reposicionar as carteiras. “Achamos que as perspectivas de médio e longo prazo são mais positivas. A curto prazo, naturalmente, esperamos mais alguns poucos meses da volatilidade enquanto a crise do coronavírus se desenrola”, afirma o documento.

Otimismo inabalável de John Templeton

Francine Balbina, especialista em investimentos globais da Spiti, também lembrou hoje, em seu relatório, sobre a máxima de John Templeton, o fundador da Frankin Templeton: O mercado sempre se recupera.

“Ele era conhecido por ser um otimista inabalável. Hoje, em tempos de crise global na economia e na saúde, me peguei pensando como seria incrível poder ouvir a visão dele sobre os mercados”, diz Balbina.

Invista utilizando as melhores plataformas de negociação. Cadastre-se na Ágora Investimentos
EURO R$ 6,06 +0,45% DÓLAR R$ 5,36 +0,38% ITUB4 R$ 26,80 -0,56% MGLU3 R$ 79,25 -0,19% BBDC4 R$ 21,94 -2,27% IBOVESPA 99.160,33 pts -0,61% PETR4 R$ 22,21 +0,32% GGBR4 R$ 16,06 +0,06% ABEV3 R$ 14,62 -0,14% VALE3 R$ 56,40 -0,04%
EURO R$ 6,06 +0,45% DÓLAR R$ 5,36 +0,38% ITUB4 R$ 26,80 -0,56% MGLU3 R$ 79,25 -0,19% BBDC4 R$ 21,94 -2,27% IBOVESPA 99.160,33 pts -0,61% PETR4 R$ 22,21 +0,32% GGBR4 R$ 16,06 +0,06% ABEV3 R$ 14,62 -0,14% VALE3 R$ 56,40 -0,04%
Delay: 15 min

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos