Mercado

Abertura de Mercado: NY e Europa em alta e o que esperar do Ibovespa nesta sexta-feira

Abertura de Mercado: NY e Europa em alta e o que esperar do Ibovespa nesta sexta-feira
Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

A sexta-feira (12) começa com tom mais positivo para as bolsas internacionais, com os futuros de Nova York e as principais bolsas da Europa em leve alta. O pano de fundo para o bom humor dos investidores ainda é o reflexo dos números de inflação dos Estados Unidos abaixo do esperado, tanto ao consumidor (CPI) quanto ao produtor (PPI).

Tais dados aumentaram a percepção de que as chances para o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) moderar o ritmo de elevação dos juros nos próximos meses cresceu – com uma alta de “apenas” 0,50 ponto porcentual em setembro.

Além disso, a produção industrial da zona do euro subiu 0,7% em junho ante maio, bem acima da expectativa de analistas (0,1%), enquanto no Reino Unido o indicador caiu 0,9% em junho ante maio, menos que a retração de 1,7% esperada pelo mercado.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Entre as commodities, os contratos futuros do petróleo operam mistos após dias de ganho nesta semana que reduziram parte das fortes perdas da semana passada.

Esse ambiente mais favorável à tomada de risco sugere mais fôlego para o Ibovespa, que realizou lucros pontualmente ontem, mas segue em plena recuperação – impulsionado também pela temporada de balanços – com diversos destaques corporativos.

Por outro lado, o dólar pode seguir em alta frente ao real, visto que a moeda norte-americana sobe ante várias divisas emergentes e ligadas a commodities, como sugere também o índice DXY (que compara o dólar com uma cesta de moedas relevantes).

Agenda econômica (12/08)

Brasil: Nenhum indicador relevante está previsto. Entre os eventos, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, palestra no evento O Futuro da Regulamentação dos Criptoativos no Brasil, que acontece em Brasília (9h30) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concede coletiva de imprensa sobre deliberações do grupo de acompanhamento do 5G (11h).

EUA: Destaque para a divulgação pela Universidade de Michigan das expectativas de inflação para a economia nos próximos 12 meses (11h).