MGLU3 R$ 2,41 +1,68% ITUB4 R$ 23,08 -1,11% EURO R$ 5,43 +0,36% DÓLAR R$ 5,20 +0,31% IBOVESPA 99.621,58 pts -0,96% BBDC4 R$ 17,60 -1,95% GGBR4 R$ 23,14 -1,11% PETR4 R$ 28,08 -0,42% VALE3 R$ 78,79 -1,03% ABEV3 R$ 13,61 +0,00%
MGLU3 R$ 2,41 +1,68% ITUB4 R$ 23,08 -1,11% EURO R$ 5,43 +0,36% DÓLAR R$ 5,20 +0,31% IBOVESPA 99.621,58 pts -0,96% BBDC4 R$ 17,60 -1,95% GGBR4 R$ 23,14 -1,11% PETR4 R$ 28,08 -0,42% VALE3 R$ 78,79 -1,03% ABEV3 R$ 13,61 +0,00%
Delay: 15 min
Mercado

Abertura de Mercado: exterior positivo e Eletrobras animam investidores

Abertura de Mercado: exterior positivo e Eletrobras animam investidores
(Foto: Shutterstock)

Estendendo o movimento de ontem, os índices futuros das bolsas de Nova York e as principais bolsas da Europa operam em leve alta agora pela manhã, enquanto os juros dos Treasuries norte-americanos recuam, sugerindo correções de exageros precificados nos ativos de risco depois que a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed) mostrou que a maioria dos seus dirigentes defendeu que aumentos de 50 pontos base provavelmente serão apropriados nas próximas duas reuniões, em junho e em julho, mas sem fazerem menção alguma a uma alta de 0,75 pp. ou mesmo à possibilidade de uma recessão nos Estados Unidos (os dirigentes do Fed, inclusive, esperam que a economia tenha um sólido crescimento no segundo trimestre).

O destaque dessa manhã fica por conta da alta moderada do petróleo, em meio a expectativas de um possível embargo da União Europeia ao óleo russo, assim como o fato de que o Banco Central da Rússia cortou a sua taxa básica de juros em 3,00 p.p., para 11%, citando o impacto inflacionário da recente valorização da moeda. No Brasil, após a falta de fôlego do Ibovespa na véspera, o cenário externo mais favorável e o possível registro da oferta bilionária de ações da Eletrobras na CVM e na SEC devem repercutir positivamente sobre os negócios, assim como a aprovação na Câmara do projeto que limita a alíquota do ICMS para combustíveis e energia elétrica em 17%, que pode aliviar custos das empresas e retirar até 1 p.p. da inflação.

Agenda econômica 26/05

Brasil: Estão programados para hoje os dados da arrecadação federal referentes ao mês de abril (10h), que deve somar R$ 187,884 bilhões, após R$ 164,147 bilhões em março. O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa da reunião do Comitê de Estabilidade Financeira (9h30).

EUA: São esperados a leitura final do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre e os pedidos semanais de auxílio-desemprego (9h30), além das vendas pendentes de imóveis em abril (11h).

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos