EURO R$ 6,26 +0,49% DÓLAR R$ 5,34 +0,00% ITUB4 R$ 28,31 -1,01% MGLU3 R$ 15,63 -1,64% ABEV3 R$ 15,84 -0,19% GGBR4 R$ 26,62 -0,96% BBDC4 R$ 20,26 -2,08% IBOVESPA 113.282,67 pts -0,69% VALE3 R$ 77,69 -1,17% PETR4 R$ 26,90 +0,04%
EURO R$ 6,26 +0,49% DÓLAR R$ 5,34 +0,00% ITUB4 R$ 28,31 -1,01% MGLU3 R$ 15,63 -1,64% ABEV3 R$ 15,84 -0,19% GGBR4 R$ 26,62 -0,96% BBDC4 R$ 20,26 -2,08% IBOVESPA 113.282,67 pts -0,69% VALE3 R$ 77,69 -1,17% PETR4 R$ 26,90 +0,04%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Yduqs (YDUQ3), Gol (GOLL4) e Cielo (CIEL3) são os destaques positivos do dia

Os três papéis registraram as maiores altas no pregão da B3 desta segunda-feira

Sede da empresa Cielo
Sede da Cielo (Foto: Gabriela Biló/ Estadão)
  • O Ibovespa encerrou o pregão desta segunda-feira (14) em alta de 1,94%, aos 100.274,52 pontos, e teve giro financeiro de R$ 24 bilhões
  • As três ações que mais ganharam preço no dia foram Yduqs (YDUQ3), Gol (GOLL4) e Cielo (CIEL3)

Após duas sessões negativas, que o fizeram retroceder dos 101 mil para os 98 mil pontos, o Ibovespa conseguiu recuperar o patamar dos 100 mil nesta segunda-feira (14), ao fechar em alta de 1,94%, a 100.274,52 pontos. A moderação das perdas nas ações de commodities, especialmente Petrobras, que segurava o índice desde a manhã, contribuiu para a acentuação dos ganhos na B3 a partir de meados da tarde, enquanto os setores de siderurgia e bancos se firmavam em direção única, positiva.

Assim, invertendo a dinâmica observada pela manhã, o Ibovespa superou avanço observado em Nova York, onde os ganhos ficaram entre 1,18% e 1,87% nesta segunda. O giro financeiro na B3 foi de R$ 24,0 bilhões e, com o desempenho de hoje, o índice volta a subir no mês, a 0,91%, cedendo agora 13,29% no ano.

O desempenho das ações de bancos, setor de maior peso no IBOV, foi fundamental para o sprint observado na etapa final dos negócios, com Itaú PN em alta de 1,78%, Banco do Brasil ON, de 1,41%, e Bradesco PN, de 1,17%, ainda entre as ações mais descontadas no ano e que tendem a ser beneficiadas por giro de carteira em direção a papéis que ofereçam oportunidade.

Entre os fatores de incerteza do exterior está a eleição de novembro nos EUA, cada vez mais próxima, com o democrata Joe Biden ainda mostrando liderança consistente frente ao republicano Donald Trump – embora nenhum desenlace possa ser dado como certo.

Analistas consideram que eventual vitória de Biden pode contribuir para a melhora do cenário externo, na medida em que o democrata, a exemplo do antecessor, Barack Obama, tende a desinflar as tensões com a China, em sentido oposto à estratégia perseguida por Trump nos últimos quatro anos.

Na B3, os destaques positivos desta segunda-feira foram Yduqs (YDUQ3), Gol (GOLL4) e Cielo (CIEL3). Confira a seguir o que influenciou as três maiores altas do dia.

Yduqs (YDUQ3): +7,96%

As ações da Yduqs, donas da maior alta do Ibovespa hoje, se viram beneficiadas depois que a empresa oficializou que está na disputa com a Ser Educacional pela compra dos ativos brasileiros da empresa americana Laureate, que incluem FMU e Anhembi-Morumbi, numa transação avaliada em R$ 3,8 bilhões. Yduqs ganhou 7,96% e Ser Educacional, 13,25%.

Com essa transação, a Ser mais do que dobraria de tamanho, passando a ter 455 mil alunos e receita combinada de R$ 3,4 bilhões, tornando-se a quarta maior rede de ensino superior privado no Brasil.

Segundo os analistas Marcio Osako e Rafael Barros, do Santander, a aquisição é “muito atrativa” em termos de preços e vai aumentar de forma significativa a escala da companhia. Eles comentam ainda que a empresa ganhará força em cursos de medicina, educação a distância e em marcas regionais.

A Yduqs não ficou para trás e informou que acredita ter condições de apresentar proposta concorrente mais atraente dentro do prazo estabelecido para o go-shop. Uma definição, porém, deve ser tomada pela perspectiva de aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Além disso, a retomada de testes de vacina contra a covid-19 da AstraZeneca também contribui para os ganhos do setor de educação, em meio à retomada de aulas presenciais, assim como a declaração do presidente da Pfizer que é possível uma vacina ao público ainda este ano.

Gol (GOLL4): +7,29%

A aérea surfou na notícia de que o governo dos Estados Unidos liberou os aeroportos para voos partindo do Brasil. Ainda que a decisão não elimine as restrições oriundas da pandemia, analistas apontam ser um caminho para restabelecer os voos por completo.

Além disso, a retomada de testes da vacina contra a covid-19 também anima – tanto é que, além de Gol, Azul e CVC também registraram ganhos nesta segunda-feira.

Cielo (CIEL3): +6,98%

De acordo com Henrique Esteter, analista da Guide Investimentos, o que catapultou a alta do papel da Cielo foi a informação de que a empresa fornecerá serviços de tecnologia à Bitz, carteira digital lançada pelo Bradesco. Esse pacote inclui o processamento de transações feitas via QR Code pelas maquininhas da credenciadora, ajudando a aumentar suas receitas.

O analista, porém, também enxerga outros fatores importantes para a alta. “Hoje foi um dia em que muitas ações que haviam ficado para trás foram puxadas. Vimos ações que vinham tendo desempenho negativo subindo, e vários setores entram nessa conta”, diz ele.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos