MGLU3 R$ 8,22 +1,99% DÓLAR R$ 5,61 +0,00% EURO R$ 6,32 -0,45% ITUB4 R$ 23,12 +1,36% BBDC4 R$ 20,72 +1,47% PETR4 R$ 29,29 +2,88% IBOVESPA 104.020,20 pts +1,76% GGBR4 R$ 26,25 +2,74% ABEV3 R$ 16,72 +0,18% VALE3 R$ 70,38 +2,53%
MGLU3 R$ 8,22 +1,99% DÓLAR R$ 5,61 +0,00% EURO R$ 6,32 -0,45% ITUB4 R$ 23,12 +1,36% BBDC4 R$ 20,72 +1,47% PETR4 R$ 29,29 +2,88% IBOVESPA 104.020,20 pts +1,76% GGBR4 R$ 26,25 +2,74% ABEV3 R$ 16,72 +0,18% VALE3 R$ 70,38 +2,53%
Delay: 15 min
Mercado

Bradesco BBI revisa suas recomendações para o setor de varejo

Banco elevou a indicação de LREN3 e GUAR3 e rebaixou a de VVAR3 e LAME4

Lojas Renner da Avenida Paulista, São Paulo
Lojas Renner da Avenida Paulista, São Paulo. Foto: Alex Silva/Estadão
  • O Bradesco BBI estima um ano desafiador para o varejo e enxerga uma recuperação mais acelerada no segmento de roupas do que no e-commerce
  • As ações Lojas Renner (LREN3) e Guararapes (GUAR3) tiveram suas recomendações elevadas de “neutras” para “outperform” (desempenho acima da média do mercado)
  • Já os papéis Via Varejo (VVAR3) e Lojas Americanas (LAME4) tiveram suas indicações cortadas de "outperform” para “neutras”

Em relatório divulgado na quinta-feira (28), o Bradesco BBI informou que está estimando mais um ano desafiador para o varejo por conta do fim do auxílio emergencial e continuidade das pressões envolvendo a pandemia do novo coronavírus. Com isso, o banco revisou suas recomendações para o setor e afirmou esperar uma recuperação mais acelerada no segmento de roupas, enquanto o e-commerce, que disparou em 2020, deve reduzir o ritmo de crescimento.

Lojas Renner (LREN3) e Guararapes (GUAR3), controladora da rede Riachuelo, tiveram suas recomendações elevadas de “neutra” para “outperform” (desempenho acima da média do mercado) pelo BBI. Os preços-alvos também subiram e agora são R$ 50 (ante R$ 46) e R$ 22 (ante R$ 18), respectivamente. Com base em seus valores até às 14h30 desta terça (2), o potencial de valorização dos papéis é, em ordem, de 20,22% e 45,99%.

Segundo o BBI, essa mudança nas indicações acontece porque as ações ainda estão sendo negociadas a preços 40% abaixo dos níveis pré-pandemia – e desde junho não conseguem destravar. “Isso é justificado pelo alto grau de incertezas”, afirmam Richard Cathcart, João Andrade e Victor Gaspar, analistas do Bradesco. “Mas a evolução da vacinação deve ajudar investidores a olharem além das dificuldades no curto prazo para oportunidades de consolidação”.

Em relação ao e-commerce, Via Varejo (VVAR3) e Lojas Americanas (LAME4) tiveram suas recomendações cortadas de “outperform” para “neutra”. Os valores sugeridos para os papéis também tiverem o mesmo destino e caíram para R$ 17 (ante a R$ 22) e R$ 29 (ante a R$ 41), respectivamente. O potencial de alta dos ativos é de 11,70% e 15,45%, respectivamente, na mesma base de comparação.

Os analistas pontuam que a projeção de crescimento destas empresas é de 7%, o que é abaixo do consenso do mercado (entre 10% e 20%). “Também vemos o risco da competição se tornar mais agressiva neste ano, com os quatro principais players alcançando 75% do mercado”, diz Cathcart, Andrade e Gaspar, ressaltando que isso reduz as chances de alguma empresa despontar.

Apesar disso, os especialistas pontuam que veem a penetração de algumas categorias importantes para o segmento, como eletrônicos e eletrodomésticos, que respondem por 52% do volume bruto (GMV) do setor, alcançando níveis elevados em 2020, o que segura o potencial do e-commerce como um todo. Por isso a recomendação “neutra”, com algum potencial de valorização, e não de “venda”.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos