DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,24 -0,19% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,24 -0,19% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
Delay: 15 min
Mercado

Domínio de techs pode estar no fim com pior ano para ações desde 2002

As ações individuais de tecnologia registraram algumas de suas quedas mais acentuadas

Domínio de techs pode estar no fim com pior ano para ações desde 2002
Setor de tecnologia perdeu força no mercado acionári, após domínio na última década – 13/07/2021 REUTERS/Dado Ruvic
  • O entusiasmo por tudo, desde computação em nuvem até software e mídia social, levou a uma corrida épica em cantos de longo alcance do mercado
  • Este ano, os investidores se deparam com um ambiente totalmente diferente
  • As ações das populares ações da FAANG sofreram quedas percentuais de dois dígitos este ano

As grandes ações de tecnologia estão no meio de sua maior derrota em mais de uma década. O setor de tecnologia da informação do S&P 500 caiu 19% em 2022 até terça-feira (7), seu pior início de ano desde 2002. Sua diferença com o S&P 500 mais amplo, que caiu 13%, é a maior desde 2004.

Durante anos os papeis de empresas de tecnologia impulsionaram o mercado de ações, empurrando os principais índices para dezenas de recordes. O entusiasmo por tudo, desde computação em nuvem até software e mídia social, levou a uma corrida épica de longo alcance do mercado. As políticas acomodatícias do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) no início da pandemia de covid-19 alimentaram um apetite aparentemente insaciável por apostas arriscadas.

Este ano, no entanto, os investidores se deparam com um ambiente totalmente diferente. Os rendimentos do Treasuries (títulos de dívida dos Estados Unidos) saltaram para o nível mais alto desde 2018, enquanto os preços destes ativos caíram. Muitas das tendências que floresceram nos últimos dois anos – incluindo negociações de opções de alta, empresas de aquisição para fins especiais e criptomoedas – deram uma reviravolta acentuada. Apenas os setores de energia e utilidades do S&P 500 ganharam.

Alguns investidores dizem que a era de uma década de domínio da tecnologia nos mercados está chegando ao fim. “É realmente uma mudança no regime de mercado”, disse Chris Covington, chefe de investimentos da AJO Vista. “Seria difícil para mim acreditar no desempenho extremo de crescimento que viu nos últimos cinco anos”.

Em 2022, as ações individuais de tecnologia registraram algumas de suas quedas mais acentuadas, com centenas de bilhões de dólares em valor de mercado evaporando – às vezes em poucas horas. As maiores empresas do setor não foram poupadas. As populares ações da FAANG – Meta Platforms Inc., dona do Facebook, Amazon.com Inc., Apple Inc., Netflix Inc. e Alphabet Inc., dona do Google – sofreram quedas percentuais de dois dígitos este ano.

Após o início de ano punitivo, muitos investidores estão especulando qual área do mercado será a próxima a cair. Eles esperam que o banco central continue aumentando as taxas de juros este ano. Isso significa que os rendimentos provavelmente continuarão subindo, potencialmente pressionando ainda mais as ações de tecnologia e outros papeis em crescimento. Os rendimentos crescentes tornam os fluxos de caixa futuros das empresas menos atraentes. Se as taxas continuarem subindo, “o mercado de ações também terá que cair bastante”, disse Inker. “Isso realmente depende de onde as taxas de juros vão acabar.”

*Com informações Dow Jones Newswires

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos