Mercado

Ações da Tesla caem 20% após declaração polêmica de Elon Musk em rede social

O CEO do Twitter fez uma enquete sobre a sua permanência na liderança da rede social e 57,5% votaram contra

Ações da Tesla caem 20% após declaração polêmica de Elon Musk em rede social
Elon Musk. (Foto: Hannibal Hanschke/Reuters)
  • As ações da Tesla (TSLA) caíram 19,98% nos últimos 5 dias na Nasdaq
  • 57,5% dos participantes da pesquisa no Twitter de Musk pediram que ele renunciasse seu cargo
  • Às 9h47 do horário de Brasília, as ações da Tesla estavam cotadas a US$ 123,15, menor patamar desde setembro de 2020

As ações da Tesla (TSLA) caíram 19,98% nos últimos 5 dias na Nasdaq. O movimento acentuado de queda vem após Elon Musk, CEO da montadora de carros e da rede social Twitter, fazer declarações polêmicas sobre a sucessão da empresa.

No dia 20 de dezembro, o segundo homem mais rico do mundo respondeu à sua própria enquete no Twitter se ele deveria sair do cargo de presidente da companhia, que apresentou resultado final com 57,5% das pessoas pedindo a sua renúncia. Após o resultado negativo em sua enquete, Musk respondeu: “Vou renunciar ao cargo de CEO assim que encontrar alguém tolo o suficiente para aceitar o cargo! Depois disso, apenas comandarei as equipes de software e servidores.”

Às 9h47 do horário de Brasília, as ações da Tesla estavam cotadas a US$ 123,15, menor patamar desde setembro de 2020. No dia 3 de abril, quando as especulações de compra do Twitter começaram, as ações da montadora de veículos elétricos estavam cotadas a US$ 381,82.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

As quedas consecutivas nas ações da Tesla ocorrem após Elon Musk ter vendido US$ 31 bilhões de sua participação na montadora de veículos elétricos para financiar sua tentativa de adquirir o Twitter.

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos