EURO R$ 6,19 +0,98% MGLU3 R$ 6,93 +4,21% BBDC4 R$ 20,83 -1,19% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% IBOVESPA 108.941,68 pts -0,15% ABEV3 R$ 14,69 +1,38% PETR4 R$ 31,90 +0,57% ITUB4 R$ 23,25 -0,17% GGBR4 R$ 27,42 -4,23% VALE3 R$ 84,75 -2,26%
EURO R$ 6,19 +0,98% MGLU3 R$ 6,93 +4,21% BBDC4 R$ 20,83 -1,19% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% IBOVESPA 108.941,68 pts -0,15% ABEV3 R$ 14,69 +1,38% PETR4 R$ 31,90 +0,57% ITUB4 R$ 23,25 -0,17% GGBR4 R$ 27,42 -4,23% VALE3 R$ 84,75 -2,26%
Delay: 15 min
Mercado

Estudo mostra que brasileiros aumentaram aplicações em ETFs

Segundo a PassFolio, a desvalorização do real tornou tais fundos mais atraentes aos brasileiros

Foto: Pavel Ignatov/Shutterstock
  • Com a alta do dólar e o baixo do desempenho do Ibovespa, os investidores brasileiros sentiram a necessidade de diversificar seus investimentos no exterior
  • “Em geral, os ETFs possuem um valor mais barato. Isso atrai mais brasileiros. Com a alta do dólar, o brasileiro quer se proteger”, avalia Antônio Neto, Head de Produto da PassFolio

Com a desvalorização do real e o baixo desempenho do Ibovespa em relação aos outros índices estrangeiros, os brasileiros ficaram mais atentos para a necessidade de diversificar os seus investimentos no exterior. Os ETFs norte-americanos têm sido uma das principais escolhas desses investidores.

De acordo com um levantamento feito pela PassFolio, corretora de investimentos voltada para o mercado acionário norte-americano, as aplicações em ETFs respondem por 58% do total de investimentos feitos por brasileiros dentro da plataforma durante o período de julho a outubro deste ano. No primeiro semestre, essa representatividade correspondia a 31% do volume total negociado.

Vanguard S&P 500 ETF (VOO), que investe em ações no índice S&P 500, Vanguard Real Estate Index Fund ETF Shares (VNQ), voltado para os fundos de investimento imobiliário, e iShares Gold Trust (IAU), fundo que segue o preço do ouro no mercado, foram os ETFs mais buscados pelos investidores brasileiros na plataforma nos últimos quatro meses.

“Em geral, os ETFs possuem um valor mais barato. Isso atrai mais brasileiros. Com a alta do dólar, o brasileiro quer se proteger”, avalia Antônio Neto, Head de Produto da PassFolio.

As razões para pensar em diversificação, principalmente no exterior, não faltam. No acumulado do ano, o Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, sofreu uma queda de 10,84%. Além disso, a cotação do dólar americano ao longo deste ano variou de R$ 5,10 a R$ 5,68. “A subida do dólar ajuda os investidores a entender a importância dos brasileiros investirem fora do Brasil”, ressalta Gustavo Aranha, sócio e diretor de distribuição da Geo Capital.

Com o desempenho do Ibovespa inferior em relação a outros índices internacionais, os ETFs norte-americanos se tornam mais “atraentes” aos brasileiros. “Os ETFs dos Estados Unidos têm de 500 a três mil ativos reunidos. Há (nesses fundos) empresas de tecnologia pouco ou nada acessíveis aos investidores brasileiros”, destaca Guilherme Zanin, estrategista da Avenue Securities.

Além disso, na avaliação de Rodrigo Lima, analista de investimentos da Stake, esses fundos de ações atendem a qualquer perfil de investidor, desde os mais conservadores aos mais arrojados. “Os investidores conservadores podem investir em ETFs de renda fixa, enquanto os mais arrojados podem investir em setores mais agressivos, como os de tecnologia e small caps, como o Russell 2000, que investe em duas mil companhias americanas de baixa capitalização de mercado”, recomenda.

Os cinco ETFs mais buscados por investidores brasileiros, segundo a Passfolio

ETFTicketRentabilidade no acumulado do ano*
Vanguard S&P 500 ETFVOO25,7%
Vanguard Real Estate Index Fund ETF SharesVNQ33,5%
iShares Gold TrustIAU– 4.4%
Invesco QQQ Trust QQQ26,2%
Vanguard Total World Stock Index Fund ETFVT17,5%

*De janeiro de 2021 até o dia 11/11/21
Fonte: Passfolio

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos