BBDC4 R$ 19,85 +4,75% MGLU3 R$ 63,90 +0,31% IBOVESPA 88.620,10 pts +1,39% DÓLAR R$ 5,39 +0,93% ITUB4 R$ 23,71 +0,21% ABEV3 R$ 12,62 +0,16% GGBR4 R$ 13,57 +0,37% PETR4 R$ 20,36 +0,15% VALE3 R$ 53,38 -0,07%
BBDC4 R$ 19,85 +4,75% MGLU3 R$ 63,90 +0,31% IBOVESPA 88.620,10 pts +1,39% DÓLAR R$ 5,39 +0,93% ITUB4 R$ 23,71 +0,21% ABEV3 R$ 12,62 +0,16% GGBR4 R$ 13,57 +0,37% PETR4 R$ 20,36 +0,15% VALE3 R$ 53,38 -0,07%
Delay: 15 min
Mercado

Fechamento de mercado: Pandemia de covid-19 voltou a penalizar bolsas

Tela de monitores com gráficos.
Foto: Pixabay
  • Abril começou como terminou o mês de março, com maior aversão ao risco
  • O temor sobre uma recessão mais profunda também alimentou o clima de cautela
  • No fim, os mercados da Europa, nos Estados Unidos e no Brasil encerraram com quedas acentuadas
O que este conteúdo fez por você?
Me ajudou a ganhar dinheiro Me ajudou a economizar Me ensinou algo que eu não sabia Me livrou de uma roubada

O mês de abril começou como terminou o mês de março, com maior aversão ao risco e preocupação crescente com os impactos do coronavírus.

A percepção de que a pandemia está ainda piorando, principalmente nos Estados Unidos, conduziu mais uma vez os mercados acionários para o território negativo.

O temor sobre uma recessão mais profunda, com maiores impactos no emprego, também alimentou o clima de cautela. Nem mesmo o resultado da pesquisa ADP, informando o fechamento de 27 mil vagas no setor privado norte-americano, menos que o saldo negativo previsto de 125 mil, foi suficiente para amenizar as preocupações.

No fim, os mercados da Europa, nos Estados Unidos encerraram com quedas acentuadas. No Brasil, não foi diferente e o Ibovespa encerrou o dia em baixa de 2,81%, aos 70.967 pontos. O giro financeiro somou R$ 21,7 bilhões. No câmbio, mais uma vez, o dólar fechou em alta, com ganhos de 1,27%, aos R$ 5,26/US$.

Bancos e setor financeiro

A crise atual aumentou riscos, incertezas e deteriorou a visibilidade. Em um cenário como esse, os bancos naturalmente se tornam mais seletivos e cautelosos, a fim de preservar o próprio sistema financeiro.

Como visto em outros países, em condições difíceis, as linhas de crédito subsidiadas ou aquelas diretamente apoiadas pelo governo são ferramentas importantes para proteger o sistema e permitir que a liquidez flua do sistema financeiro para a economia real.

No Brasil, uma medida nesse sentido já foi anunciada, os R$ 20 bilhões por dois meses (total de R$ 40 bilhões) para os bancos financiarem a folha de pagamento de pequenas e médias empresas. Dependendo da piora da situação, não ignoraríamos a possibilidade de ter outras linhas e medidas na mesma direção. 

Invista com o apoio de assessores especializados. Cadastre-se na Ágora Investimentos
BBDC4 R$ 19,85 +4,75% MGLU3 R$ 63,90 +0,31% IBOVESPA 88.620,10 pts +1,39% DÓLAR R$ 5,39 +0,93% ITUB4 R$ 23,71 +0,21% ABEV3 R$ 12,62 +0,16% GGBR4 R$ 13,57 +0,37% PETR4 R$ 20,36 +0,15% VALE3 R$ 53,38 -0,07%
BBDC4 R$ 19,85 +4,75% MGLU3 R$ 63,90 +0,31% IBOVESPA 88.620,10 pts +1,39% DÓLAR R$ 5,39 +0,93% ITUB4 R$ 23,71 +0,21% ABEV3 R$ 12,62 +0,16% GGBR4 R$ 13,57 +0,37% PETR4 R$ 20,36 +0,15% VALE3 R$ 53,38 -0,07%
Delay: 15 min

Informe seu e-mail