EURO R$ 6,04 +1,23% MGLU3 R$ 21,11 -0,94% DÓLAR R$ 5,09 +0,51% ITUB4 R$ 32,20 -2,13% PETR4 R$ 28,25 +0,43% ABEV3 R$ 18,64 -1,95% IBOVESPA 128.405,35 pts +0,27% GGBR4 R$ 28,95 -0,17% BBDC4 R$ 27,47 -1,75% VALE3 R$ 109,11 +3,03%
EURO R$ 6,04 +1,23% MGLU3 R$ 21,11 -0,94% DÓLAR R$ 5,09 +0,51% ITUB4 R$ 32,20 -2,13% PETR4 R$ 28,25 +0,43% ABEV3 R$ 18,64 -1,95% IBOVESPA 128.405,35 pts +0,27% GGBR4 R$ 28,95 -0,17% BBDC4 R$ 27,47 -1,75% VALE3 R$ 109,11 +3,03%
Delay: 15 min
Mercado

Para Goldman Sachs, ação da Eletrobras pode dobrar de preço

De acordo com o banco, a empresa tem potencial para se tornar uma boa pagadora de dividendos nos próximos anos

Prédio da Eletrobrás no centro do Rio de Janeiro. Foto: Fábio Motta/Estadão
  • Às 12h30 desta segunda-feira (22), as ações registravam queda na faixa dos 2%, com ELET3 cotado a R$ 32,53 (-2,08%), e ELET6 negociado a R$ 33,28 (-2,18%)
  • Os analistas Pedro Manfredini e Flavia Sounis destacam ainda que o Ebitda ajustado da companhia no quarto trimestre de R$ 3,661 bilhões ficou 6% acima das projeções

Para os analistas do Goldman Sachs, o balanço operacional da Eletrobras do quarto trimestre de 2020 trouxe números sólidos e acima das expectativas do mercado. O banco norte-americano reiterou recomendação de compra para os papéis da elétrica, com preços-alvos de R$ 47 para ELET3, e R$ 52 para ELET6. Isso representa uma potencial alta de 41,5% e 52,9%, respectivamente, sobre os preços das ações na sexta-feira.

Às 12h30 desta segunda (22), os dois papéis registravam queda na faixa dos 2%, com ELET3 cotado a R$ 32,53 (-2,08%), e ELET6 negociado a R$ 33,28 (-2,18%).

Os analistas Pedro Manfredini e Flavia Sounis destacam ainda que o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia no quarto trimestre de R$ 3,661 bilhões ficou 6% acima das projeções. Eventos não recorrentes, no entanto, impactaram o lucro líquido, que ficou 48% abaixo das estimativas, em R$ 1,269 bilhão.

O banco também frisou o pagamento de R$ 1,5 bilhão em dividendos em fevereiro, o que, somado à forte geração de caixa e alavancagem controlada em níveis baixos, faz os analistas apontarem a empresa com potencial para se tornar uma boa pagadora de dividendos nos próximos anos.

Outro ponto de destaque se refere à possível privatização da empresa. Manfredini e Sounis observam que os movimentos recentes no preços das ações da Eletobras se devem principalmente às notícias das chances de uma potencial capitalização, sobretudo após a Medida Provisória 1.031, o que os faz esperar volatilidade no curto prazo.


“Embora não tenhamos nenhuma opinião sobre o resultado potencial do processo de aprovação da MP, como discutimos anteriormente, uma capitalização potencial parece ser um fator-chave para a ação e pode desbloquear um valor significativo”, escrevem os analistas.

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos