MGLU3 R$ 3,74 +0,54% DÓLAR R$ 4,93 -1,13% EURO R$ 5,22 +0,01% BBDC4 R$ 19,42 -0,72% ABEV3 R$ 14,11 -0,77% ITUB4 R$ 24,74 -0,64% PETR4 R$ 34,25 +1,93% IBOVESPA 107.005,22 pts +0,71% GGBR4 R$ 27,10 +2,81% VALE3 R$ 79,90 +2,73%
MGLU3 R$ 3,74 +0,54% DÓLAR R$ 4,93 -1,13% EURO R$ 5,22 +0,01% BBDC4 R$ 19,42 -0,72% ABEV3 R$ 14,11 -0,77% ITUB4 R$ 24,74 -0,64% PETR4 R$ 34,25 +1,93% IBOVESPA 107.005,22 pts +0,71% GGBR4 R$ 27,10 +2,81% VALE3 R$ 79,90 +2,73%
Delay: 15 min
Mercado

PetroRio (PRIO3) teve ganho de mais de 13%. Vale a pena investir nessa ação?

Resultado vem na esteira da alta do petróleo. Empresa foi bem na crise

PetroRio (PRIO3) teve ganho de mais de 13%. Vale a pena investir nessa ação?
(Foto: Evanto Elements)
  • Enquanto a Petrobras tem foco em campos de pré-sal, fase da cadeia de produção que comporta maior risco, a PetroRio pega campos maduros, que já passaram do pico de produção. Com custos de extração menores, operação é mais rentável
  • PRIO3 entrou na primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa, que valerá de setembro a dezembro deste ano. Isso atrai fluxo e liquidez para o papel e visibilidade para a empresa
  • Apesar disso, especialistas são reticentes quanto à compra do papel. No setor, Necton prefere Enauta e Ativa, Petrobras

A recente trajetória de recuperação dos preços do petróleo não faz bem apenas à Petrobras. Na última terça-feira (4), as ações ordinárias da PetroRio (PRIO3) tiveram uma valorização de 13,35% e atingiram a cotação de R$ 43,40 – o maior preço para o papel desde fevereiro, época em que negociavam a cerca de R$ 47.

“O bom desempenho da ação está atrelado à alta da commodity e à própria retomada do setor, com aumento de produção e melhora da demanda. Com isso, toda a cadeia produtiva acaba entrando em um processo de recuperação”, explica Ricardo França, analista de research da Ágora Investimentos.

Depois de ter desabado até a marca dos US$ 20 em março, com o violento choque da demanda e uma guerra de preços entre países produtores, o barril do óleo Brent, referência para o mercado brasileiro, chegou a US$ 40 nas últimas semanas (leia mais sobre as oscilações na cotação do produto aqui). É importante ressaltar que  a explosão ocorrida no porto de Beirute, no Líbano, na terça-feira (3), deve pressionar ainda mais os preços do combustível, como ocorre sempre que algum tipo de problema afeta a região do Oriente Médio.

No Brasil, o setor esboça dias melhores . “A Petrobras conseguiu ter um primeiro semestre muito bom, mesmo com um cenário negativo. Várias plataformas da empresa atingiram recorde de produção a partir de maio, puxada pela recuperação do fôlego da indústria”, acrescenta França.

Já o analista Marcel Zambello, da Necton, reconhece que PRIO3 teve um bom desempenho, mas tem uma visão menos entusiasmada do setor. “O preço do petróleo ainda está andando de lado, em comparação com o do minério de ferro. A retomada da demanda está bem parcial”, diz. “Em uma temporada de resultados fraca, a Petrorio se saiu acima das expectativas. O papel reagiu bem.”

PetroRio mostrou resiliência na crise

O analista Ilan Arbetman, da Ativa Investimentos, explica que o espaço de atuação da PetroRio não é exatamente o mesmo da Petrobras.

“Enquanto a Petrobras tem foco em campos de pré-sal e projetos green field [projetos sem uma empreendedora por trás] na fase da cadeia de produção que comporta maior risco, a PetroRio pega campos maduros que passaram do pico de produção e ficaram esquecidos em meio à estruturas maiores. É uma operação com custo de extração baixo o que a torna mais rentável”, diz.

A companhia conta hoje com duas plataformas de exploração de óleo e uma de gás, todos situados no Estado do Rio de Janeiro. A principal delas é o Campo de Frade, que foi comprada da própria Petrobras (até recentemente, a Petrobras detinha 30% da propriedade). No início deste mês,  conseguiu autorização para operar mais um campo de petróleo, que também será comprado pela empresa.

Para Arbetman, o que chama a atenção é a resiliência que a PetroRio apresentou em meio à crise deste ano, em especial o segundo trimestre de 2020, quando o setor vivia uma tempestade perfeita, com queda acentuada no preço do barril Brent.

“Mesmo em meio a dificuldades financeiras, ela arrumou a casa e teve um resultado operacional positivo. O Ebitda foi maior que o do mesmo período de 2019”, afirma. “A PetroRio mostrou que sabe lidar com cenários de maior estresse e tem uma dinâmica operacional e financeira adequada para atravessar contratempos.”

A petrolífera foi uma das empresas que mais se valorizaram durante o governo de Jair Bolsonaro, como mostra este levantamento.

PRIO3 entrará na carteira teórica do Ibovespa

Há duas boas novas no horizonte da empresa. A primeira é que PRIO3 entrou na primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa, divulgada pela B3 no início desta semana, e que valerá de setembro a dezembro deste ano. Isso traz vários benefícios.

“A inclusão na carteira teórica atrai maior fluxo, por conta de fundos que seguem o índice e irão adicionar o papel nos seus portfólios. E aumenta a visibilidade da empresa, que passa a aparecer no rol das ações mais negociadas e conhecidas do mercado brasileiro”, diz França, da Ágora. “Por isso, a expectativa é de que o papel passe a ter maior liquidez.”

A segunda, anunciada pelo presidente da companhia, Roberto Monteiro, é que a PetroRio realizará, neste terceiro trimestre, uma emissão de bonds nos Estados Unidos, para se capitalizar.

“Isso mostra o quanto a companhia está confiante na operação. Essa captação aliviará o caixa da empresa e dará fôlego maior para novos investimentos”, diz Arbetman.

Viés dos analistas é neutro

Entre as considerações positivas feitas sobre a PetroRio, PRIO3 não está entre as recomendações dos especialistas ouvidos pelo E-Investidor, mesmo após a recente alta do papel.

“Em relação ao setor de óleo e gás, estamos com o pé atrás por conta dos conflitos internacionais em andamento e da recuperação da demanda, que consideramos bem gradual. Nosso viés é neutro para PRIO3. Preferimos outros cases mais sólidos, como Enauta”, afirma Marcel Zambello, da Necton.

O analista da Ativa volta a elogiar o bom trabalho contábil feito pela PetroRio e sua resiliência durante a crise. Mas pondera que no segundo semestre o setor petrolífero terá de enfrentar vários percalços que podem reduzir a demanda pelo produto. A covid-19 persiste em países-chave como EUA, Rússia e Índia, Donald Trump pode elevar o tom contra a China na medida em que as eleições norte-americanas se aproximam, e a redução dos deslocamentos de trabalho e lazer também pode fazer arrefecer o consumo de combustível. Por isso, a escolha da casa, no setor, ainda é pela Petrobras.

“Vai se dar melhor quem conseguir ser mais eficiente em sua estrutura de custos. E a Petrobras, até mesmo por seu tamanho, pode executar vários processos para gerar mais eficiência. A PetroRio vem se esforçando nesse sentido, mas o potencial de ganho das ações da Petrobras é maior”, conclui Arbetman.

Para quem resolver investir no papel, Ricardo França diz que é preciso levar em conta a liquidez, menor que a das ações da Petrobras, e também a volatilidade.

“PRIO3 é muito procurada pelo investidor pessoa física. Isso expõe o papel a oscilações mais bruscas e exageradas, tanto para cima como para baixo, pois esse tipo de investidor está mais propenso a seguir o fluxo, no chamado efeito manada”, avisa o analista da Ágora.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos