EURO R$ 6,20 -1,70% MGLU3 R$ 6,43 +9,17% BBDC4 R$ 21,14 -1,08% ABEV3 R$ 14,50 -0,55% DÓLAR R$ 5,46 -1,86% IBOVESPA 108.083,01 pts +1,33% PETR4 R$ 31,58 -0,19% ITUB4 R$ 23,49 -0,63% VALE3 R$ 87,97 +1,92% GGBR4 R$ 28,96 +1,26%
EURO R$ 6,20 -1,70% MGLU3 R$ 6,43 +9,17% BBDC4 R$ 21,14 -1,08% ABEV3 R$ 14,50 -0,55% DÓLAR R$ 5,46 -1,86% IBOVESPA 108.083,01 pts +1,33% PETR4 R$ 31,58 -0,19% ITUB4 R$ 23,49 -0,63% VALE3 R$ 87,97 +1,92% GGBR4 R$ 28,96 +1,26%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa hoje: Suzano (SUZB3), BRF (BRFS3) e Yduqs (YDUQ3) são os destaques negativos

Índice subiu 2,28% nesta segunda-feira (25), aos 108.724,71 pontos

Fábrica da Suzano
Foto: Divulgação/Suzano Papel e Celulose/
  • O Ibovespa subiu 2,28% nesta segunda-feira (25), aos 108.724,71 pontos e volume negociado de R$ 31,93 bilhões
  • Os três papéis que mais desvalorizaram no dia foram Suzano (SUZB3), BRF (BRFS3) e Yduqs (YDUQ3)

O Ibovespa subiu 2,28% nesta segunda-feira (25), aos 108.724,71 pontos e volume negociado de R$ 31,93 bilhões. O Ibov subiu puxado principalmente pela notícia do reajuste de preços da Petrobras, assim como a possível desestatização da companhia.

Segundo Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora, os papéis da estatal também ganharam fôlego depois que a empresa anunciou mais um reajuste nos preços dos combustíveis nas refinarias.

“Destaque também para o setor siderúrgico e mineração, que sobem após boas notícias vindas da Evergrande que, cada vez mais, mostra uma menor probabilidade de contágio e dá um alívio para as commodities metálicas”, diz Ribeiro.

Em Nova York, o S&P 500 e o Dow Jones fecharam em alta de 0,47% e 0,18%, respectivamente. O Nasdaq também terminou o dia com valorização de 0,90%.

Os três papéis que mais desvalorizaram hoje foram Suzano (SUZB3), BRF (BRFS3) e Yduqs (YDUQ3).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Suzano (SUZB3): -2,48%, R$ 51,49

Segundo a Ativa Investimentos, após figurarem entre as poucas altas do índice na última sexta-feira (22), as ações ON da Suzano inverteram a tendência e caíram 2,48% em meio à rotação setorial na Bolsa e à queda do dólar.

No mês, os papéis da companhia registram queda de 5,56%. No ano, acumulam baixa de 12,04%

BRF (BRFS3): -1,64%, R$ 21,65

Os frigoríficos recuaram em bloco nesta tarde e se destacaram entre as principais perdas, em movimento de realização de lucros. “Quando a Bolsa derreteu dias atrás, os frigoríficos caíram muito menos e, inclusive, subiram. Hoje, o mercado está respirando como um todo, então os investidores estão rotacionando os setores, vendendo essas empresas e comprando as demais ações”, afirma Rodrigo Brolo, head de Agronegócios da Criteria Investimentos.

No mês, os papéis acumulam queda de 19,97%, e desvalorização de 1,63% no ano.

Yduqs (YDUQ3): -1,55%, R$ 22,30

Por fim, sem gatilhos específicos, as ações da Yduqs encerraram o pregão com queda de 1,55%, para R$ 22,30.

No mês, os papéis do YDUQ3 registram desvalorização de 5,93%. No ano, acumulam queda de 31,02%.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos