Mercado

Ibovespa hoje: Cielo (CIEL3), Grupo Soma (SOMA3) e Positivo (POSI3) são os destaques negativos

Índice caiu 0,11% nesta terça-feira (7), aos 110.069,76 pontos

Ibovespa hoje: Cielo (CIEL3), Grupo Soma (SOMA3) e Positivo (POSI3) são os destaques negativos
Foto: Divulgação Cielo
  • O Ibovespa caiu 0,11% nesta terça-feira (7), aos 110.069,76 pontos e volume negociado de R$ 21,4 bilhões
  • As três ações que mais desvalorizaram no dia foram Cielo (CIEL3), Grupo Soma (SOMA3) e Positivo (POSI3)

O Ibovespa caiu 0,11% nesta terça-feira (7), aos 110.069,76 pontos e com volume negociado de R$ 21,4 bilhões. O índice permaneceu em queda durante a maior parte do dia e reduziu a baixa com a melhora do cenário nas bolsas do exterior.

A preocupação do mercado com o quadro fiscal do País, devido à proposta de cortar o ICMS sobre combustíveis, causou uma alta sobre os juros futuros, fazendo com que ações ligadas ao consumo fossem penalizadas.

Por outro lado, Petrobras (PETR4) e Vale (VALE3), principais empresas do Ibovespa, conseguiram reduzir as perdas do índice no dia.

De acordo com André Meirelles, Diretor de Alocação e Distribuição da InvestSmart XP, o mercado enxerga a proposta do ICMS com desconfiança. “Apesar de a medida ter impactos na inflação, ela pode gerar desfalques fiscais no futuro, o que tende a aumentar nosso risco-país e impactar negativamente a entrada de fluxo estrangeiro”, afirma Meirelles.

Segundo relatório da XP Research, se o pacote completo for implementado, o buraco fiscal pode atingir os R$ 100 bilhões até o final do ano.

Em Nova York, o S&P 500 e Dow Jones fecharam o dia em alta de 0,95% e 0,80%, respectivamente. Já o Nasdaq subiu 0,94%.

As três ações que mais desvalorizaram no dia foram Cielo (CIEL3), Grupo Soma (SOMA3) e Positivo (POSI3).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Cielo (CIEL3): -4,28%, R$ 3,80

Os papéis da Cielo (CIEL3) tiveram queda de 4,28%, cotados a R$ 3,80. As ações foram pressionados pelo risco fiscal, com a elevação da curva de juros, que atinge com força as ações ligadas à tecnologia.

No mês, os papéis têm queda de 3,80% e, no ano, sobem 68,15%, sendo a maior valorização do Ibovespa no período.

Grupo Soma (SOMA3): -4,14%, R$ 10,64

Refletindo a elevação da curva de juros que penaliza as ações ligadas à tecnologia, os papéis do Grupo Soma tiveram queda de 4,14%, cotados a R$ 10,64.

No mês, os papéis caem 6,17% e, no ano, 15,76%.

Positivo (POSI3): -4,07% R$ 7,78

As ações da Positivo caíram 4,07%, cotadas a R$ 7,78, também na esteira da baixa das techs.

No mês, os papéis apresentam alta de 3,73%. No ano, perdem 25,41%.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos