EURO R$ 6,40 +0,24% MGLU3 R$ 7,05 +4,29% BBDC4 R$ 20,76 -0,29% ITUB4 R$ 22,98 -0,35% DÓLAR R$ 5,66 +0,06% ABEV3 R$ 16,00 -0,06% IBOVESPA 105.069,69 pts +0,58% GGBR4 R$ 27,85 +0,69% PETR4 R$ 28,76 +1,41% VALE3 R$ 71,87 -2,20%
EURO R$ 6,40 +0,24% MGLU3 R$ 7,05 +4,29% BBDC4 R$ 20,76 -0,29% ITUB4 R$ 22,98 -0,35% DÓLAR R$ 5,66 +0,06% ABEV3 R$ 16,00 -0,06% IBOVESPA 105.069,69 pts +0,58% GGBR4 R$ 27,85 +0,69% PETR4 R$ 28,76 +1,41% VALE3 R$ 71,87 -2,20%
Delay: 15 min
Mercado

Ibovespa na semana: Usiminas (USIM5), Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) e Gerdau (GGBR4) são os destaques negativos

Índice caiu 2,58% entre 16 e 20 de agosto, passando de 121.191 pontos para 118.052,77 pontos

(Fonte: Shutterstock/T photography/Reprodução)
  • Índice caiu 2,58% entre 16 e 20 de agosto, passando de 121.191 pontos para 118.052,77 pontos
  • Os três papéis que mais desvalorizaram nos cinco pregões foram Usiminas (USIM5), Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) e Gerdau (GGBR4)

O Ibovespa caiu 2,58% entre 16 e 20 de agosto, passando de 121.191 pontos para 118.052,77 pontos. No período, o risco fiscal doméstico balançou o índice e aumentou a aversão ao risco dos investidores. Além disso, a semana foi marcada pela queda brusca das commodities, em especial o minério de ferro, que alcançou o menor valor desde o fim do ano passado.

Apesar das baixas ao longo da semana, o Ibovespa fechou o pregão desta sexta com alta, acompanhando o mercado dos Estados Unidos. Líderes do Federal Reserve (Fed, banco central americano) afirmam que pode haver um recuo do movimento “hawkish”. Na próxima semana, investidores e empresas aguardam novo discurso de Jerome Powell, presidente do Fed.

“A manutenção dos estímulos eleva o apetite ao risco dos investidores, ainda mais nos mercados emergentes, que sofreram neste mês e se encontram em níveis importantes de suporte e um nível de risco x retorno mais atrativo”, avalia Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora, sobre o último pregão da semana.

Na segunda (16), terça (17) e quarta (18), o principal índice de ações da B3 fechou as sessões com quedas de 1,66%, 1,07% e 1,07%. Na quinta (19) e nesta sexta (20), o Ibov fechou com altas de 0,45% e 0,76%, respectivamente.

Os três papéis que mais desvalorizaram nos cinco pregões foram Usiminas (USIM5), Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) e Gerdau (GGBR4).

Confira o que influenciou o desempenho dos ativos:

Usiminas (USIM5): -19,15%, R$ 17,10

Com a desvalorização do minério de ferro, as ações da Usiminas, assim como as outras empresas do bloco de siderúrgicas, fecham a semana em queda. Nesta semana, os papéis recuam 19,15% e são precificados a R$ 17,10.

As ações caem 16,87% no mês, mas no ano acumulam valorização de 17,7%.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3): -13,31%, R$ 36,94

Outra empresa afetada pela queda das commodities é a Companhia Siderúrgica Nacional. Os papéis caem 13,31% e fecham a semana precificados a R$ 36,94.

A CSNA3 cai 18,78% no mês, mas tem alta de 20,84% no ano.

Gerdau (GGBR4): -10,11%, R$ 27,65

Chegando ao sétimo pregão em baixa, a empresa, que é a maior produtora de aço do País, registra queda de 10,11% na semana. As ações fecham a semana custando R$ 27,65.

Os papéis caem 8,60% no mês, mas sobem 16,96% no ano.

*Com Estadão Conteúdo

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos