MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,55 +0,74% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48% VALE3 R$ 74,62 +3,21%
MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,55 +0,74% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48% VALE3 R$ 74,62 +3,21%
Delay: 15 min
Mercado

Tesouro Direto: taxas de títulos públicos abrem mistas

Prefixados apresentam quedas, enquanto juros de papéis atrelados à inflação sobem

Tesouro Direto: taxas de títulos públicos abrem mistas
Títulos apresentam taxas sem direção única. Foto: Pixabay

As taxas dos títulos públicos do Tesouro Direto abriram sem direção definida. Os juros dos prefixados iniciaram esta terça-feira (29) em baixa, enquanto os papéis atrelados à inflação estão mais próximos à estabilidade. Nesta manhã, o mercado repercute a demissão do general Joaquim Silva e Luna do comando da Petrobras e os dados de emprego melhores que o esperado.

Até às 9h20, o Tesouro Prefixado para a 2025, 2029 e com juros semestrais para 2033 ofereciam um retorno de 11,33%, 11,45% e 11,61% ao ano, respectivamente. Na sessão anterior, os mesmos papéis pagavam 11,40%, 11,52% e 11,67% ao ano.

Na outra ponta, os juros reais dos títulos atrelados à inflação estavam mistos. Os rendimentos reais do Tesouro IPCA+ para 2035 e 2045 subiram de 5,38% para 5,39%. Já os títulos IPCA+ com juros semestrais para 2040 e 2055 operavam em estabilidade, oferecendo o mesmo patamar de juros de sessão anterior, de 5,39% e 5,51%.

Os recuos eram observados no Tesouro IPCA+ 2026 e Tesouro IPCA+ com juros semestrais para 2032, que estavam oferecendo 4,94% e 5,31% de retorno, contra os 4,98% e 5,32% da sessão anterior.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos