MGLU3 R$ 2,43 -0,40% EURO R$ 5,53 -0,27% ITUB4 R$ 23,58 +0,98% DÓLAR R$ 5,23 -0,16% BBDC4 R$ 18,17 +1,79% IBOVESPA 100.763,60 pts +2,12% VALE3 R$ 78,05 +5,19% GGBR4 R$ 23,50 +1,94% PETR4 R$ 27,98 +6,96% ABEV3 R$ 13,72 +0,95%
MGLU3 R$ 2,43 -0,40% EURO R$ 5,53 -0,27% ITUB4 R$ 23,58 +0,98% DÓLAR R$ 5,23 -0,16% BBDC4 R$ 18,17 +1,79% IBOVESPA 100.763,60 pts +2,12% VALE3 R$ 78,05 +5,19% GGBR4 R$ 23,50 +1,94% PETR4 R$ 27,98 +6,96% ABEV3 R$ 13,72 +0,95%
Delay: 15 min
Mercado

Apenas três empresas da B3 são mais valiosas que o Nubank

Na B3 as três empresas que valem mais são: Petrobras (R$ 397 bi), Vale (R$ 392 bi) e Ambev (R$ 253 bi)

Apenas três empresas da B3 são mais valiosas que o Nubank
Na B3, por exemplo, apenas três empresas valem mais: Petrobras (R$ 397 bilhões), Vale (R$ 392 bilhões) e Ambev (R$ 253 bilhões). Foto: REUTERS/Brendan McDermid
  • O Nubank chega à Bolsa valendo mais que pesos-pesados de outros setores, como a WEG (R$ 145 bilhões), o BTG Pactual (R$ 108 bilhões) e a JBS (R$ 82 bilhões)

O valor de mercado de US$ 41,4 bilhões, ou R$ 229,5 bilhões, que o Nubank conseguiu emplacar em sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) o coloca como uma das empresas brasileiras mais valiosas logo na largada. Na B3, por exemplo, apenas três empresas valem mais: Petrobras (R$ 397 bilhões), Vale (R$ 392 bilhões) e Ambev (R$ 253 bilhões).

Além de desbancar todos os bancos tradicionais de varejo do País em valor de mercado, o Nubank chega à Bolsa valendo mais que pesos-pesados de outros setores, como a WEG (R$ 145 bilhões), o BTG Pactual (R$ 108 bilhões) e a JBS (R$ 82 bilhões). Também vale mais que a XP, listada na Nasdaq (R$ 94,3 bilhões).

Muitos são os fatores que explicam o alto valor de mercado que a maior fintech do mundo no segmento angariou logo de cara, como seu alto crescimento de usuários e de receitas e as perspectivas de crescimento futuro. Ainda assim, o Nubank precisou reduzir sensivelmente sua avaliação de mercado para emplacar a oferta, diante do momento mais hostil do mercado.

Nos próximos dias, o mercado deve observar com lupa o efeito da avaliação feita ao Nubank sobre o Banco Inter, considerado por analistas como o par mais próximo do banco digital. Na B3, o Inter vale R$ 32,4 bilhões, mesmo após o tombo de suas ações desde o pico, em julho, que chega a 55%.

Ao longo da oferta do Nubank, novidades positivas sobre a avaliação do neobanco impulsionaram os papéis do Inter. Segundo muitos analistas, mesmo com múltiplos altos, o Inter ficou parecendo “barato” quanto comparado ao Nubank.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos