ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Ações chinesas de games despencam com restrições regulatórias

No último golpe para o setor de jogos online, a China suspendeu temporariamente as aprovações de novos jogos

Pessoa jogando um jogo no computador. Imagem ilustrativa (Pixabay)
Imagem ilustrativa (Pixabay)

(Reuters) – Ações chinesas de games e relacionadas ao “metaverso” despencaram nesta quinta-feira (9), pressionadas por um aperto regulatório em curso que abrange setores que vão de plataformas online e entretenimento a tutoria com fins lucrativos e imobiliário.

No último golpe para o setor de jogos online da China, o South China Morning Post relatou na tarde de quinta-feira que Pequim suspendeu temporariamente as aprovações de novos jogos, atingindo ações como Tencent Holdings e NetEase.

As ações das duas empresas fecharam com quedas de mais de 8% e 11%, respectivamente.

A decisão de congelar as aprovações de novos videogames foi revelada em uma reunião na quarta-feira (8) entre as autoridades chinesas e empresas de jogos, incluindo Tencent e NetEase, disse a reportagem, citando fontes não identificadas informadas sobre o assunto, acrescentando que não estava claro quanto tempo duraria a suspensão.

A Tencent se recusou a comentar sobre as aprovações de jogos, enquanto a National Press and Publication Administration, que é responsável pela aprovação de títulos de jogos, e a NetEase não responderam imediatamente a um pedido de comentário.

As ações das empresas de jogos listadas já haviam sido prejudicadas no início do dia, depois que a agência de notícias estatal Xinhua noticiou a mesma reunião.

A Xinhua disse que a reunião visa garantir que as empresas implementem novas regras para reduzir o vício em jogos entre menores, incluindo a proibição no mês passado de menores de 18 anos jogarem videogame por mais de três horas por semana, mas não mencionou a suspensão das aprovações de jogos.

A Xinhua também disse que as empresas foram orientadas a “refrear resolutamente tendências incorretas, como focar ‘apenas no dinheiro’ e ‘apenas no tráfego’, entre outras mudanças.

Tanto a Tencent quanto a NetEase disseram no início do dia que atenderiam às solicitações dos reguladores.

“O governo chinês está adotando uma abordagem muito séria sobre jogos online e essas restrições relatadas são um passo à frente nesse programa”, disse o diretor executivo da Kingston Securities, Dickie Wong, à Reuters.

“Acho que essas mudanças mostram para os investidores que não é uma boa ideia colocar seu dinheiro em apenas uma das empresas de internet ou tecnologia no continente”.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos