DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,24 -0,16% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,24 -0,16% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Economias emergentes sofrem choques negativos, diz Lubin, do Citi

Lubin disse que o fortalecimento do dólar ante as moedas emergentes também pode ameaçar o comércio global

Economias emergentes sofrem choques negativos, diz Lubin, do Citi
Logo do Citi 12/05/2016. REUTERS/Athit Perawongmetha/File Photo

Por Cícero Cotrim e Bárbara Nascimento – As economias emergentes estão sofrendo choques negativos na conta de capital, devido ao aperto de condições financeiras nos Estados Unidos, e no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), por várias fontes. A avaliação é do chefe de Economia para Mercados Emergentes do Citi, David Lubin.

“Os choques negativos para a conta de capital são cíclicos, porque, eventualmente, as condições financeiras dos EUA vão afrouxar e o capital vai fluir. Mas o choque negativo para o crescimento tem características mais estruturais, que vão impactar a percepção sobre as economias em desenvolvimento”, disse Lubin, durante a 14ª Citi Brasil Equity Conference.

De acordo com Lubin, a intenção de países como China, EUA e da Europa de se proteger de problemas em cadeias de suprimentos e substituir importações representa um cenário de troca da eficiência da economia por segurança, com impacto negativo para o crescimento global e o comércio internacional.

“Como esse é um fenômeno estrutural, o choque de crescimento de emergentes é duradouro”, afirmou. Sobre os impactos na conta de capital, Lubin ponderou que o fortalecimento do dólar ante as moedas emergentes também pode ameaçar o comércio global e deve ter fortes impactos para a inflação desses mercados. De acordo com o analista, é possível esperar que a depreciação cambial adicione mais inflação do que seria normal, já que a inflação já está acelerando nos países.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos